A pele sofre influência de diversos agentes externos, como poluição e sol. Na hora do banho e da higiene do rosto, as altas temperaturas da água podem influenciar na textura e hidratação dela. Por isso, o DermaClub conversou com a dermatologista Vanessa Metz, da cidade do Rio de Janeiro, que explicou o que acontece, qual é a temperatura ideal da água, e ainda concedeu algumas dicas para quem mora em lugares muito frios. Confira a entrevista!

Entenda quais são os danos causados pela água quente na pele

Segundo a médica, a água quente retira parte da barreira protetora da pele. “Isso promove o ressecamento e, ao longo do tempo, a derme fica com aspecto craquelado, proporcionando o prurido - coceira - após o banho e até o surgimento de placas vermelhas”, explicou, pontuando que no rosto o processo é o mesmo, porém, as glândulas sebáceas produzem maior quantidade de sebo, pois entendem que a pele está desprotegida. “Ela está desidratada de água, mas oleosa. O mesmo acontece com o couro cabeludo”, esclareceu.

Descubra qual é a temperatura ideal da água para não agredir a pele

De acordo com a dermatologista, tanto peles oleosas quanto secas correm os mesmos riscos quando o assunto é a temperatura da água. “As duas pioram com banhos quentes, ressecam por desidratação, mas aumentam a produção de sebo. O ideal, portanto, é a água morna. Não é necessário tomar banho gelado, como muitas pessoas pensam”, pontuou, explicando que, para saber se a água está morna, basta testar na pele do pulso, se estiver agradável e não “pelando”, pode entrar no chuveiro!

Mora em lugar muito frio? Confira a dica da dermatologista para cuidar do corpo

Algumas regiões do Brasil sofrem com o inverno mais rigoroso, por isso, se você mora em alguma cidade fria ou pretende viajar para um país de baixas temperaturas, não se desespere. A Dra Vanessa Metz apresentou uma alternativa para lidar com os efeitos da água. “Use sabonetes syndet, que são feitos com detergentes sintéticos, e não sabão em si. Esses produtos têm maior potencial hidratante para refazer a barreira cutânea. Além disso, é importante aplicar hidratante corporal após o banho”, acrescentou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.