A ansiedade é um dos problemas mais comuns nos dias de hoje: a correria do dia a dia, o estresse no trabalho e as preocupações constantes são apenas algumas das causas desse mal do século. Como consequência, os sintomas podem surgir das mais variadas formas: desde alterações nos padrões de sono ao aparecimento de imperfeições na pele. Quer saber quais são? O DermaClub listou 5 para você e entregou algumas dicas para acabar com cada um. Confira!

1. Insônia

A ansiedade é caracterizada por um sentimento de nervosismo constante que, geralmente, vem acompanhado de coração acelerado, tremores e até aquela sensação de “estômago embrulhado”. Todos esses fenômenos perturbam o seu padrão de sono, chegando até a diminuir a produção de melatonina - hormônio responsável por fazer com que tenhamos sono à noite. Para evitar o problema, vale criar um ritual específico como tomar um banho relaxante e um chá calmante, deixar o quarto completamente escuro e a uma temperatura amena e ainda desligar todos os eletrônicos duas horas antes de dormir.

2. Alterações no apetite

Além dos distúrbios no sono, é muito comum experienciar alterações no seu padrão alimentar. Enjoos, falta ou aumento do apetite e má digestibilidade são muito comuns em quem sofre de ansiedade de qualquer tipo. A dica neste caso é analisar e anotar todas as diferenças notadas durante uma semana e relatá-las ao seu médico. Entretanto, você pode beber mais água e evitar alimentos pesados, álcool e também o exagero de gorduras e açúcares.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

3. Ressecamento da pele

Se você já ouviu dizer que as preocupações se refletem na pele, saiba que isso não é mito! A ansiedade pode aumentar os radicais livres, acelerando o envelhecimento da pele e também os seus níveis de hidratação - o que pode causar não só o ressecamento, como também quadros mais graves como prurido e descamação. É importante sempre manter a hidratação da pele em dia, bem como usar protetor solar e apostar num tratamento fortalecedor que deixe a pele menos susceptível às agressões do dia a dia, como o Minéral 89, de Vichy.

4. Aparecimento de espinhas

O quadro contrário também é muito comum em quem sofre de ansiedade: além do ressecamento da pele, o aumento da produção do hormônio cortisol no sangue faz com que as glândulas sebáceas produzam mais óleo. Consequentemente, além do brilho excessivo na zona “T”, o aparecimento de espinhas durante as crises de ansiedade é também muito frequente. Nestes casos, a prevenção é a melhor aliada: crie o hábito de sempre limpar o rosto com produtos específicos para o seu tipo de pele de manhã e à noite e, para comedões já existentes, procure um tratamento secativo enriquecido com ácido salicílico.

5. Queda de cabelo

Outro sintoma bastante frequente é a queda de cabelo. Embora seja normal caírem em torno de 100 fios por dia, esses logo tornam a crescer de novo - quando isso não acontece, é comum aparecerem regiões calvas no couro cabeludo, o que pode estar relacionado ao transtorno de ansiedade. O que acontece é a liberação de uma substância chamada estriol, que pode impedir a entrada de nutrientes na região capilar, impedindo o ciclo natural de crescimento dos fios. Além de tomar medidas para diminuir o estresse e ansiedade no seu dia a dia, vale também usar uma linha capilar fortalecedora, de shampoo e condicionador com propriedades energizantes e antiqueda.