Os antioxidantes são essenciais no tratamento do envelhecimento precoce da pele. Mas, você sabia que, além de minimizar rugas e flacidez, esses ativos também te protegem dos agentes externos, como radiação solar, radiação infravermelha e poluição? O DermaClub conversou com a dermatologista Bianca Neves, do Rio de Janeiro, que contou como os antioxidantes podem beneficiar a pele duplamente. Olha só!

O que são radicais livres e quais são seus efeitos na pele?

De acordo com a médica, a pele está continuamente exposta à ação dos radicais livres - moléculas instáveis que danificam a pele e promovem o envelhecimento precoce, que pode ser notado como flacidez, rugas, manchas e falta de uniformidade e tonicidade. “A produção de radicais livres está associada a diversos fatores intrínsecos - respiração, estresse, prática de atividades físicas - e extrínsecos - ingestão de alimentos de má qualidade, exposição ao sol e à poluição”, explicou.

Como os antioxidantes protegem a pele dos radicais livres?

“Os antioxidantes aumentam a defesa do organismo contra os radicais livres, impedindo a sua formação, assim, evitam os danos provocados diariamente na pele. Para aproveitar os benefícios destes ativos, é possível obtê-los através da alimentação e com o uso tópico de produtos recomendados por um dermatologista”, afirmou.

Segundo a Dra. Bianca, o uso tópico dessas substâncias deve vir associado à aplicação do filtro solar, a fim de potencializar a proteção contra a radiação UVA, UVB e infravermelha. “A lista de antioxidantes eficazes é grande e conta com alguns ativos já conhecidos, como as vitaminas C e E, resveratrol, ácido ferúlico, retinol e niacinamida. Porém, é muito importante combinar o tratamento tópico à alimentação e hábitos saudáveis”, disse.

Os antioxidantes também diminuem rugas e flacidez e uniformizam a tonalidade da pele

Segundo a dermatologista, antioxidantes, como a vitamina C, além de ajudar a reparar o colágeno, também estimulam a produção de novas fibras de sustentação, auxiliando na diminuição da flacidez e rugas. “A vitamina C também tem efeito clareador, porque regula e diminui a produção excessiva de melanina e, de forma geral, uniformiza levemente o tom da pele, deixando-a mais luminosa e viçosa”, contou.

Outra ação importante dos antioxidantes é a capacidade de potencializar a proteção solar. O filtro solar não protege totalmente contra os danos causados pela radiação solar: mesmo com o protetor, 45% de danos oxidativos ainda são causados pela radiação UV. O uso diário de antioxidantes ajuda a diminuir o impacto da radiação solar na pele, protegendo contra os raios UV e infravermelhos. Dessa forma, é fundamental incluir um antioxidante em sua rotina de cuidados com a pele.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.