Alguma vez você já usou argila na sua rotina de skincare? Esse ingrediente natural, muito famoso em máscaras faciais, é capaz de proporcionar uma série de benefícios à sua pele - como controlar a oleosidade, diminuir a aparência dos poros, clarear manchas, deixar seu rosto mais luminoso, entre outras vantagens. Mas de que maneira devemos usar essa substância na pele? Quais são os tipos e para que serve cada um deles? Para entender melhor sobre o poder das argilas, o DermaClub entrevistou a dermatologista Tatiane Curi, de São Paulo. Veja só!

O que são argilas? Descubra a origem desses ativos naturais

De acordo com a especialista, as argilas são ingredientes naturais extraídos das rochas vulcânicas. “Elas são de origem mineral, provenientes do solo e enriquecidas por alumínio (óxido de alumínio), sílica (óxido de silício) e água”, garantiu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Conheça os tipos mais conhecidos de argila

Existe uma infinidade de tipos de argila utilizados para o tratamento de pele. Dentre as mais comuns, podemos citar:

- Argila verde;
- Argila branca;
- Argila vermelha;
- Argila rosa;
- Argila cinza;
- Argila preta.

Os benefícios das argilas para cada tipo de pele

De acordo com a Drª Tatiane, cada tipo de argila irá beneficiar um tipo de específico de pele e consequentemente terá um efeito. Conheça as vantagens que esses ativos podem oferecer para cada pele:

Argila verde: mais indicada para peles acneicas e oleosas devido ao seu efeito adstringente, secativo e bactericida. Por ser muito rica em várias substâncias, como cálcio, óxido de ferro, potássio, magnésio e zinco, a argila verde ajuda a proteger e acalmar a pele, regulando a produção de glândulas sebáceas. Além de possuir uma ação antipoluição, em que atua absorvendo as impurezas da pele como uma barreira ativa enquanto permanece na pele.

Argila branca: indicada para peles mais desidratadas e sensibilizadas. Essa argila apresenta uma quantidade maior de alumínio e seu pH é muito parecido com o da pele. Além disso, ela também proporciona ação suavizante e cicatrizante.

Argila vermelha: peles extremamente sensíveis. É rica em óxido de ferro e cobre (minerais anti-inflamatórios) e auxilia também na elasticidade e textura da pele.

Argila rosa: essa argila é uma mistura de argila branca e vermelha. Super indicada para peles mais delicadas, que se irritam facilmente. Apresenta propriedades cicatrizantes e suavizantes. Também possui maior quantidade de ferro e é ótima para aplicar no corpo!

Argila cinza: essa argila tem indicação tanto para peles oleosas quanto peles com discromias e manchas. Tem uma quantidade importante de titânio que auxilia no tratamento de lesões inflamatórias como cravos e espinhas. Pode ser usada também para descamação e oleosidade capilar.

Argila preta: também conhecida como lama vulcânica, é a mais indicada para desintoxicação da pele. Possui ação anti-inflamatória pela alta concentração de alumínio e silício.

Argila no cabelo: os benefícios da substância para os fios

Além da pele, você sabia que a argila também pode ser usada na rotina de cuidados capilares? Um grande exemplo é a argila branca que ajuda a absorver oleosidade e toxinas também no couro cabeludo e cabelos, melhorando a maciez e o brilho dessa região. “A argila rosa também possui função relacionada aos cabelos, devolvendo maciez e maleabilidade aos fios danificados. Temos também a preta, com sua ação detox que ajuda a controlar a oleosidade e melhorar a textura dessa região”, explicou a médica.

Como usar argila na pele? Conheça o passo a passo!

1º passo) Antes de aplicar a argila, é importante lavar bem a pele para remover a oleosidade, maquiagem ou qualquer resíduo do rosto;

2º passo) Quando a argila estiver na forma de pó, você precisa adicionar água mineral aos poucos até gerar uma consistência pastosa para aplicar. Caso ela esteja em uma mistura de máscara facial pronta, basta passar no rosto com ajuda de um pincel língua de gato ou com os próprios dedos.

3º passo) É importante evitar as áreas sensíveis como ao redor dos olhos, cantinho do nariz e lábios;

4º passo) Deixe agir até a máscara secar ou de acordo com o tempo de pausa indicado na embalagem;

5º passo) Remova argila com água na temperatura ambiente - “Essa medida é super importante para evitar sensibilizações desnecessárias”, ressaltou.

6º passo) Seque a pele e aplique o filtro solar de sua preferência.

ATENÇÃO: Se você possui algum tipo de alergia ou é muito sensível, é importante fazer um teste no punho ou atrás da orelha 24 horas antes para diminuir os riscos.

Além da máscara facial, conheça outros produtos com argila

Com o avanço da tecnologia e dos estudos dermatológicos, hoje em dia, conseguimos encontrar esse ingrediente em vários produtos de skincare, o mais recente é a sua presença em um protetor solar para a pele oleosa, por exemplo. Esse cuidado, além de proteger a pele contra os danos dos raios solares UVA e UVB, ainda garante uma ação purificante antipoluição na pele - tudo isso graças à esse ativo natural.

Outro produto que a argila pode ser encontrada é no sérum para a pele oleosa e acneica. Neste caso, ela ajuda a deixar a pele mais purificada, absorve a oleosidade, ameniza a aparência dos poros dilatados e possui ação calmante com efeito matificador.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.