Quem busca uma pele saudável e jovem sabe da importância do filtro solar na rotina de cuidados. Mas será que somente o produto garante a proteção total contra os raios nocivos à saúde? Segundo a dermatologista Thais Pepe, de São Paulo, o ideal é que o paciente também utilize antioxidantes, que neutralizam os radicais livres na pele. "Juntos, os dois combatem melhor o envelhecimento precoce do que separados", afirmou. Saiba mais como apostar nos produtos e iniciar já um novo ritual diário com a sua pele!

Por que combinar o protetor solar com antioxidantes?

A radiação solar é responsável por boa parte do envelhecimento da pele devido aos raios ultravioleta e infravermelhos. No entanto, tanto a exposição à radiação proveniente do sol quanto o metabolismo natural das células geram radicais livres, que são átomos ou moléculas instáveis que danificam a pele e aceleram o processo de envelhecimento cutâneo. "O organismo humano não é capaz de neutralizá-los sozinho e, assim, os antioxidantes ajudam a combatê-los", esclareceu a médica.

O protetor solar exerce um bloqueio externo contra a radiação do sol, pois age superficialmente. No entanto, o filtro solar não é capaz de impedir 100% dos danos causados pela radiação solar na pele, mas somente 55%. Ao combinar o uso do filtro solar com antioxidantes - desde alimentos a dermocosméticos indicados por um profissional -, a proteção também passa a ser interna e completa, já que a ação se prolonga para as células.

Saiba como escolher o filtro solar ideal

A escolha do fotoprotetor depende das características da pele, que pode ser normal, oleosa, seca, mista ou sensível, sendo orientada por um dermatologista. O fator de proteção, por exemplo, é escolhido de acordo com as necessidades do paciente. "Depende da patologia. Pessoas com melasma, por exemplo, precisam de uma proteção mais intensa", atentou a profissional. Para quem tem a pele oleosa, produtos com toque seco e limpo são boas alternativas, já para as secas, há protetores com ativos hidratantes no mercado. Há ainda os filtros 100% físicos, que são ideais para peles sensíveis ou sensibilizadas, ideais para o uso após procedimentos estéticos como peeling e laser.

Veja como deve ser a rotina de cuidados com a pele

A aplicação dos produtos fotoprotetores deve ser combinada com um ritual diário. De acordo com a Dra. Thais Pepe, o passo a passo deve incluir a limpeza com um sabonete específico, a aplicação do tônico facial, o antioxidante e o protetor solar. No entanto, é essencial a visita a um dermatologista para definir quais ativos devem ser inseridos na rotina e em quais períodos do dia eles devem ser utilizados. "Os produtos usados pela manhã podem ser diferentes dos usados durante a noite e essa ordem dependerá da consulta", reiterou.

Conheça alguns dos alimentos fontes de antioxidantes

A natureza está repleta de substâncias antioxidantes e muitos dermocosméticos específicos para combater o envelhecimento são compostos por estas vitaminas. O DermaClub separou alguns alimentos para você incluir em sua dieta:

- Vitamina C: laranja, limão, abacaxi, pimentão, rúcula, alface;
- Vitamina E: azeite, óleo de soja, milho, amendoim, nozes;
- Ácido retinóico e retinol (derivados da Vitamina A): leite, fígado, sardinha, brócolis, cenoura e rosa mosqueta;
- Licopeno: tomate e goiaba;
- Picnogenol: substância presente no pinheiro;
- Resveratrol: presente no vinho tinto, amendoim e no mirtilo;

Pronto, seguindo essas dicas você garante uma pele protegida contra a ação do sol e dos radicais livres!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.