Você já ouviu falar no baby botox? A toxina botulínica aplicada da forma tradicional já é bem conhecida entre quem já percebe as primeiras rugas no rosto. Se você considerou fazer o procedimento, mas desistiu por medo do efeito “congelado” em exagero, a novidade pode ser uma solução para você! Seguindo a trend das técnicas de harmonização facial, a ideia é utilizar doses fracionadas da substância para preencher as rugas e linhas. O resultado é uma expressão com certeza mais leve e natural que o procedimento tradicional!

Quer saber mais? O DermaClub conversou com a dermatologista Giselle Sanches, de São Paulo, para saber tudo sobre a tendência do baby botox e esclarecer as principais dúvidas. Confira!

O que é baby botox? Saiba como funciona o procedimento!

A principal diferença entre o baby botox e o tradicional não está na substância que será aplicada, mas na quantidade de toxina utilizada, explica Giselle. “É uma técnica onde a dose da toxina botulínica é fracionada ou diluída, ou seja, usa-se uma quantidade menor de toxina”, conta. A ideia é promover a harmonização do rosto e um efeito mais jovial por meio das doses reduzidas, que são aplicadas em pontos específicos da face. “São realizadas microdoses em musculaturas específicas para prevenção de rugas, correção de expressão e manutenção da própria toxina já aplicada.”

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Quais são as vantagens do tratamento?

O baby botox também traz algumas vantagens para quem busca um resultado mais prático e leve nos tratamentos para os sinais de expressão. A Dra. Giselle falou sobre os principais benefícios da nova técnica, que tem chamado a atenção de quem pensa em fazer aplicações de botox:

Efeito natural: Nada de aparência com aspecto “repuxado”, nem de olhos arregalados! Como o baby botox é aplicado pontualmente no rosto, você não corre esse risco. “É ideal para aqueles que tem medo do congelamento da face ou em pontos onde a movimentação facial é essencial, como mastigação e nariz”, recomenda a profissional.

Prevenção: Pacientes mais jovens, que querem prevenir sinais de expressão e rugas mais profundos, também podem investir no baby botox. Existem inúmeros estudos sobre os efeitos da toxina botulínica nesse sentido e, com a garantia do efeito natural, não há riscos do resultado de um resultado “congelado”.

Durabilidade: Há possibilidades de estender os efeitos do baby botox por até oito meses, que ainda estão chegando aos consultórios, mas a duração é semelhante ao botox tradicional - de 4 a 6 meses. Como são usadas quantidades menores de toxina botulínica no procedimento, a dica é fazer a manutenção a cada dois ou três meses.

A Dra. Gisele reforça também a importância de se procurar um especialista - um médico dermatologista ou cirurgião plástico - para fazer o baby botox. “Sempre que for a consulta, transmita qual o seu real objetivo e queixa para que o profissional responda com qualidade”, aconselha ela.

Baby botox garante efeito natural até o momento do retoque

Normalmente, quem aposta no botox tradicional consegue perceber claramente quando é hora de fazer a manutenção do tratamento - o aspecto “congelado” desaparece rapidamente. No caso do baby botox, a técnica promete naturalidade até mesmo conforme perde seus efeitos. “O objetivo e o diferencial é promover um efeito mais natural, harmônico e individualizado para o paciente, evitando que a face fique totalmente paralisada, um dos grandes medos dos pacientes. A ideia de aplicar baby botox é a de promover harmonização facial”, explica a Dra. Giselle.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.