Você conhece a expressão ‘bigode chinês’? São traços que se estendem do canto do nariz às extremidades dos lábios e aparecem principalmente em mulheres, trazendo ao rosto um aspecto mais envelhecido. “Esse é o nome popular dado aos sulcos nasogenianos e labiogenianos, que podem surgir por diversos motivos, como predisposição genética, falta de elasticidade na pele, entre outros”, explicou a dermatologista Isadora Rosado, que falou mais sobre esse problema e quais são as melhores alternativas para minimizá-lo em entrevista ao DermaClub. Confira!

Saiba quando o bigode chinês pode começar a aparecer

Segundo a especialista, em geral, os sulcos podem surgir a partir dos 30 anos. “É quando começa ocorrer a perda de colágeno e de sustentação da face, causando os primeiros sinais de envelhecimento”, contou a especialista, destacando, ainda, que a faixa etária pode variar de acordo com cada pessoa, uma vez que o amadurecimento da pele, tanto intrínseco quando extrínseco, muda de acordo com fatores genéticos e ambientais.

Entenda quais fatores podem tornar essas linhas mais profundas em algumas mulheres

De acordo com a dermatologista, a profundidade do bigode chinês muda em cada mulher. “Diversos são os fatores que influenciam nesse aspecto, como a diminuição de fibras musculares, que fazem uma rede de sustentação, atrofia óssea, ação da gravidade, posição viciada ao dormir e até a mania de conversar fazendo muitas expressões. Por isso, existem pessoas que possuem essas linhas mais marcadas, enquanto em outras é bem discreta”, explicou.

Descubra qual o melhor momento para começar a tratar o problema

Dra. Isadora destaca que não existe uma idade certa para a paciente começar a se preocupar com os sulcos ao redor dos lábios. “Por todos os fatores já citados, o bigode chinês pode aparecer precocemente em algumas pessoas ou mais tarde, a partir dos 30 anos. O ideal é estar atenta aos primeiros sinais de envelhecimento e se prevenir”, afirmou.

A especialista conta quais tratamentos e produtos usar na prevenção do bigode chinês

Uma vez que começam a aparecer os sulcos em torno dos lábios é a hora de apostar nos tratamentos indicados pelo dermatologista para minimizar sua aparência. “É possível reduzir o bigode chinês com produtos que estimulem a produção de colágeno e tenham ação antioxidante. Além disso, realizar preenchimentos com ácido hialurônico ou procedimentos a laser também são armas fundamentais no tratamento e prevenção dos sulcos nasogenenianos”, concluiu, destacando que nunca se deve abrir mão de um bom protetor solar e hidratantes para a região do rosto.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.