Além da celulite que costuma aparecer em áreas do corpo como glúteos e coxas, formando desníveis na superfície da pele, existe um outro tipo, a celulite facial, que é uma doença, que atinge camadas mais profundas da pele, causando inchaço, vermelhidão e dor. Assim, se não for tratada adequadamente, pode ser potencialmente grave. Para entender a diferença entre os quadros e como deve ser o tratamento ideal, o DermaClub conversou com a dermatologista Flávia Ravelli, de São Paulo. Confira!

Entenda o que é a celulite facial e por que surge no rosto

De acordo com a médica, a celulite facial é uma infecção causada por bactérias que atingem as camadas mais profundas da pele (derme e hipoderme) de qualquer região do corpo, sendo mais frequente nas pernas, braços e face. “O local afetado pode ficar inchado, vermelho e quente, pode haver, ainda, febre e mal estar. Geralmente, a doença surge após traumas ou feridas locais. Algumas patologias, como sinusite, amigdalite e afecção dentária, também podem favorecer o surgimento da celulite facial”, explicou.

Descubra qual a diferença entre a celulite estética e a facial

A Dra. Flávia afirma que a celulite “normal” recebe o nome de lipodistrofia ginóide e se manifesta, comumente, no sexo feminino sob a forma de ondulações e nodosidades na pele. “A mais conhecida é um distúrbio do tecido adiposo, de cunho estético, no qual ocorre um aumento das células de gordura e fibrose no local”, contou. Enquanto, a celulite facial é uma doença infecciosa e potencialmente grave, se não for tratada de forma adequada.

A celulite facial pode afetar qualquer pessoa?

Segundo a dermatologista, a celulite facial pode afetar qualquer um, mas é mais comum em quem tem o sistema imunológico mais frágil, como idosos e crianças. Além disso, também pode aparecer em pessoas que tenham algum fator que favorece a entrada de bactérias na pele. Assim, quem possui diabetes, micose nas unhas e/ou feridas, que sirvam de porta de entrada para infecções, está mais suscetível a essa doença.

Saiba como prevenir a celulite facial e os principais cuidados necessários

Para a Dra. Flávia, higienizar bem os ferimentos na face e pescoço é essencial para prevenir o aparecimento da doença. “Lave as feridas com água e um sabonete indicado por um dermatologista. Também são indicados antibióticos sistêmicos, sabonetes antissépticos e pomadas bactericidas. Caso haja febre e mal estar podem ser usadas medicações para alívio dos sintomas”, disse.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.