Muitas pessoas que têm cicatrizes na pele costumam se incomodar com o visual delas. Isso porque, geralmente, as marcas têm relevo e textura diferente da área em volta. No entanto, é possível minimizá-las, com os cuidados certos! Por isso, o DermaClub conversou com a dermatologista Flávia Addor, de São Paulo, que contou como as cicatrizes se formam e quais são os melhores tratamentos. Confira!

Entenda o que causa a formação de cicatrizes na pele

Segundo a Dra. Flávia, a cicatriz faz parte do processo natural de reparação da pele, que acontece toda vez que há ruptura do tecido dérmico, que pode ser ocasionada por acidentes, doenças ou cirurgias. Assim, quanto maior o dano, maior será a chance de uma cicatriz ficar evidente. “O processo gera um tecido diferente, com grande teor de colágeno fibroso, de menor elasticidade e/ou fibrose. Assim, é formada a cicatriz”, contou. As marcas podem aparecer, inicialmente, vermelhas e espessas, e, com o tempo, irem desaparecendo.

A região da pele cicatrizada precisa de cuidados especiais?

De acordo com a dermatologista, a área cicatrizada fica mais sensível, já que não tem todos os elementos de defesa, como a pele normal. “Por isso, um dos principais cuidados com a região deve ser o uso do protetor solar e, eventualmente, a aplicação de hidratantes, porque a pele cicatrizada costuma ficar mais seca e irritada, demandando um cuidado voltado para o reparo da pele sensibilizada”, explicou.

Descubra como amenizar a aparência das cicatrizes e quais são os tratamentos recomendados

É possível amenizar o visual das marcas, dependendo do tipo de cicatriz, tempo de evolução e da área na qual se encontra. Muitas técnicas podem ser utilizadas e a maioria delas podem ser realizadas, inclusive, no próprio consultório do dermatologista. A Dra. Flávia diz que para esses tratamentos, as medicações podem variar, desde o uso de corticoides, bleomicina injetável, laser e cirurgias à crioterapia - processo terapêutico que utiliza aplicação de gelo.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.