As manchas escuras na pele são sempre muito incômodas em qualquer parte do corpo. Além do melasma e daquelas causadas pelo excesso de exposição solar ou envelhecimento, essas marcas no corpo podem surgir nas regiões mais escondidas - as chamadas áreas de contato, como axilas e virilha. Por que elas aparecem? É possível evitar o escurecimento local? Como tratar? O DermaClub esclareceu essas e outras dúvidas juntamente com a dermatologista Flávia Addor, de São Paulo. Confira!

Virilha e axila escura: por que as regiões de contato, como essas, escurecem?

De acordo com a médica, as manchas escuras nesses locais se dão por conta do desencadeamento de uma resposta inflamatória que estimula a produção de melanina. “O atrito leva a um espessamento da pele, que acaba escurecendo. Isso pode acontecer com qualquer pessoa, sobretudo em pacientes com a pele mais morena, que possuem síndrome metabólica - pré-diabetes e diabetes - ou que tiveram reações alérgicas devido a depilação ou o uso de desodorantes”, explicou.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Evite as manchas escuras na pele com alguns cuidados

Com algumas medidas simples e diárias, podemos minimizar o atrito dessas regiões e prevenir o escurecimento. Para a dermatologista, “o importante é manter a áreas bem arejadas e evitar procedimentos agressivos frequentemente, como a depilação com cera, sobretudo na área da virilha”, explicou. Se o procedimento não puder ser dispensado, invista em produtos calmantes e reparadores que evitam a inflamação, como a água termal.

Como clarear a pele: tratamentos e ativos que ajudam a eliminar as manchas

Desde o uso de dermocosméticos clareadores até a realização de peelings e lasers, existem vários tratamentos indicados para tratar o escurecimento dessa área. “Podemos optar pelos ativos clássicos, como hidroquinona, alfa hidroxiácidos ou produtos com vitamina C que também possuem ação clareadora, além do ácido kójico, arbutin, licorice, entre outros”. A escolha da terapia, na verdade, vai depender de vários fatores, como o grau de hiperpigmentação, a cor da pele, tempo das manchas e causa.

Sendo assim, antes de adquirir um produto, consulte o seu dermatologista e descubra a origem dessas lesões escuras na pele.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.