A área das mãos é uma região bem sensível que, ao mesmo tempo, sofre com diversas agressões ao longo do dia, entre elas a exposição solar e a poluição. Todo esse impacto acaba resultando em alguns sinais, como manchas amarronzadas. Existe uma idade que devemos começar a nos preocupar com essas marcas na pele? Para esclarecer a questão, o DermaClub conversou com a dermatologista Juliana Neiva, do Rio de Janeiro, para descobrir os maiores cuidados para prevenir e tratar esses sinais. Confira!

Manchas nas mãos: você sabe o que significam?

De acordo com a médica, “as manchas amarronzadas ou escuras nas mãos - melanoses ou lentigos solares - têm a ver com o fotoenvelhecimento, processo provocado pelo excesso da exposição solar da vida inteira do paciente”. Outros tipos de marcas, como as ceratoses, por exemplo, também podem surgir nesta região.

Embora apareçam no corpo inteiro, as melanoses são mais comuns nas áreas em que a pele fica mais exposta ao sol. “Portanto, colo, braços, rosto e mãos são locais bem habituais para o surgimento dessas manchas”, explicou a dermatologista.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Com que idade as manchas começam a surgir nas mãos?

Em geral, essas manchas pequenas começam a aparecer em pessoas de pele clara por volta dos 40 anos, e em morenas a partir dos 50. Mas, segundo a Dra. Juliana, esta é apenas uma estimativa: “Tudo vai depender do efeito cumulativo do sol, do tipo de pele e da predisposição genética da pessoa”, afirmou.

Mas, isso não quer dizer que os jovens estão livres dos pontinhos amarronzados. “Podem até surgir em pacientes com pouca idade, especialmente aqueles que possuem mais sardas no corpo - normalmente em mulheres ruivas ou loiras -, porém, são mais comuns por volta dos 40 anos”, ressaltou.

Fique atenta: algumas manchas podem significar um risco à saúde da pele

Como a principal origem dessas manchas é a exposição solar, elas servem como um alerta: a pele provavelmente possui um dano cumulativo. “É preciso ficar atenta às modificações do padrão das marcas, que podem ser um risco para o câncer da pele”, disse.

Como prevenir e tratar as manchas nas mãos

Segundo a dermatologista, a melhor forma de prevenir as melanoses é através do uso frequente do filtro solar, sem esquecer de reaplicá-lo ao longo do dia. Outros cuidados necessários são o uso de dermocosméticos hidratantes, a fim de preservar a integridade da barreira cutânea, além de antioxidantes e antiglicantes, que evitam o processo de envelhecimento precoce da pele”.

Já as formas de tratamento: “Procedimentos com luz pulsada e laser são opções seguras para o clareamento das manchinhas”. Outra solução é usar produtos com ativos como o LHA, Phe-Resorcinol, nicotinamida e ácido ferúlico, que clareiam a pele e uniformizam as diferenças de tonalidade.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.