Estrias são cicatrizes em forma de linhas que podem aparecer em várias regiões do corpo como resultado da ruptura de fibras de colágeno e elastina. Geralmente, elas aparecem na cor branca, mas também podem apresentar uma tonalidade vermelha ou arroxeada logo no início, as chamadas estrias recentes. Neste caso, as marcas são bem mais fáceis de tratar e podem até desaparecer com os cuidados corretos. O DermaClub conversou com a dermatologista Tatiana Matos, de Salvador, que esclareceu os melhores cuidados para o problema. Confira!

O que são estrias vermelhas? Conheça os sintomas

As estrias vermelhas são as primeiras a surgir na pele antes de alcançar sua forma branca, por isso são chamadas de recentes. De acordo com a médica, o principal sintoma dessas cicatrizes costuma ser a coceira, que pode ser discreta ou, em alguns casos, persistente.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Como tirar estrias vermelhas da pele?

A Dra. Tatiana garante que as estrias vermelhas podem desaparecer da pele. “Como ainda não sofreram o processo de cicatrização e fibrose, caso o tratamento seja realizado corretamente durante essa fase, a possibilidade de a cicatriz ficar mais fina e discreta é bem alta”, explicou.

Para acabar com essas marcas, é importante praticar alguns cuidados simples e diários com o corpo. O primeiro deles é hidratar bem a pele! “Podem ser usados ácidos, dentre eles o retinóico ou glicólico. É sempre importante que o uso de ácidos para qualquer situação, principalmente estrias, seja sempre acompanhado por um médico dermatologista, já que, neste caso, a irritação da pele com o ácido é bem frequente e até mesmo desejada para diminuir o tamanho das estrias”, recomendou.

Também pode ser realizado no consultório dermatológico procedimentos como laser, IPCA (Indução Percutânea de Colágeno por Agulhas), peelings, entre outros.

É possível evitar estrias? Veja as formas de fazer isso?

Embora as estrias sejam muito frequentes em pessoas predispostas, com histórico familiar, é importante que todos os pacientes saibam como prevenir a pele dessas cicatrizes. A dermatologista indica o que deve ser feito:

Sempre hidratar bem a pele com produtos que garantem mais elasticidade aos tecidos e evitar aumentos abruptos de peso e até mesmo de massa magra em pessoas que praticam musculação regularmente. Além de adotar uma alimentação saudável, pois já está mais do que provado que alimentos pró-inflamatórios participam do processo de envelhecimento e perda de força da pele”, concluiu.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.