No verão, não é só a pele oleosa que sofre com o aumento das temperaturas. Quem tem rosácea também acaba enfrentando uma série de problemas ao longo da estação mais quente do ano. Além da vermelhidão e da ardência, que se tornam inevitáveis devido à forte onda de calor que vem acompanhada com a alta exposição solar, quem sofre com essa doença também pode ter ressecamento, sensação de inchaço e, em casos mais avançados, tumorações fibrosas (lesões bem parecidas com espinhas) que aparecem no rosto.

Se você tem rosácea, deve estar se perguntando: é possível conviver bem com o problema durante o verão? O DermaClub conversou com a dermatologista Carolina Zaparoli, que indicou os melhores produtos e cuidados para evitar as crises ao longo da temporada.

Os sinais da rosácea tendem a piorar durante o verão

Quem tem rosácea, já deve saber que não pode ficar muito tempo em ambientes quentes e de alta exposição solar. Situações como essas deixam o rosto do paciente mais vermelho e com sensação de ardência devido ao aumento da temperatura corporal. O que acontece nesse processo é uma vasodilatação como tentativa de autodefesa para amenizar o calor nessa região. Em contrapartida, o efeito dessa intervenção é um rosto avermelhado e ardido, principalmente durante o verão.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Quem tem rosácea consegue evitar as crises durante o verão? Como viver bem com a doença de pele?

Se você tem rosácea, é melhor proteger-se bastante do sol e hidratar a pele para evitar que a vermelhidão e a ardência tome conta do seu rosto. De acordo com a Drª Carolina, é possível manter o problema sob controle com o uso de produtos tópicos que possuem ação anti-inflamatória e calmante, como, por exemplo, a água termal. Além disso, a médica também indica a realização de alguns tratamentos clínicos para evitar os agravantes da doença durante o verão, como a luz intensa pulsada. “O procedimento age atenuando os vasos sanguíneos aparentes, diminuindo seu processo inflamatório”, explicou.

Além disso, também é importante evitar o uso de dermocosméticos com ácidos, álcool e ingredientes abrasivos em sua formulação, e evitar ao máximo a exposição solar extrema.

5 produtos para a pele com rosácea: saiba como evitar as crises!

1) Loção de limpeza hidratante, que remove as impurezas do rosto, ao mesmo tempo que hidrata, sem agredir a pele;

2) Água micelar, caso você queira remover a maquiagem ou fazer uma higiene mais caprichada na sua pele;

3) Um hidratante com ativos que ajudem a recuperar a barreira protetora da pele e que também promova uma ação calmante;

4) Protetor solar de amplo espectro, alto FPS (acima de 50) com ação hidratante;

5) Borrifar água termal sempre que quiser para proteger a pele contra as agressões diárias e suavizar a região irritada;

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.