Ter a barba falhada é uma característica que incomoda muitos homens. Essa falta de pêlo, além de prejudicar o visual, também afeta diretamente na autoestima da pessoa, que por sua vez, acaba procurando várias soluções para motivar o crescimento dos folículos. Afinal de contas, existe alguma maneira de corrigir essa imperfeição? O DermaClub entrevistou a dermatologista Giselle Sanches, de São Paulo, que esclareceu a solução para o assunto.

Por que alguns homens têm a barba falhada?

De acordo com a médica, a barba falhada pode ocorrer por diversos fatores, a começar pela herança genética. “Os pelos do corpo e suas principais características, como cor e espessura, são determinados por nossos genes. O formato do rosto, o modo de aparar, a higiene local, a alimentação e o estresse também são fatores que contribuem. Ainda é possível ter alguma deficiência no organismo que iniba o crescimento dos fios ou faça com que eles caiam”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

É possível corrigir essa falha e ter a barba preenchida e certinha?

O tratamento depende muito de cada paciente: “Se houver alguma alteração nutricional ou hormonal, remédios via oral revertem o quadro. Agora, quando a causa é foliculite, geralmente o tratamento é feito com antibióticos e antifúngicos. Em caso de cicatriz deixada por processos inflamatórios, cirurgias convencionais ou laser podem ajudar”, apontou.

Existem produtos que ajudam a corrigir essas falhas, eles funcionam?

Você pode acreditar que esses produtos podem fazer milagres, mas algumas loções apenas auxiliam no crescimento da barba para aqueles que já mantém bons hábitos de higienização. “É importante cuidar da saúde e só após avaliação médica recorrer a estes produtos. Em último caso, a solução é fazer um implante de barba. Esse procedimento está cada vez mais popular e além de garantir uma barba cheia, ajuda a cobrir cicatrizes faciais”, recomendou.

O que pode estimular o crescimento da barba?

A Dra. Gisele afirma que o quadro de saúde do paciente também conta bastante quando se trata da barba falhada. “Muitas coisas podem alterar o crescimento dos fios, como a genética em si ou o nível de vitaminas, sais minerais e testosterona. Além disso, condições como anemia afetam diretamente esse processo”. Por isso, antes de qualquer coisa, se torna fundamental fazer uma avaliação completa com o dermatologista para saber como estão esses componentes.

Outro cuidado que estimula o crescimento é a limpeza da barba. Parece óbvio, mas as pessoas esquecem os cuidados básicos com a pele nessa região e a oleosidade em excesso pode tampar os poros e prejudicar o crescimento da barba. “É necessário caprichar na limpeza, usando sempre um shampoo anticaspa para deixar os fios limpos, remover o sebo e nutrir a raiz. Também é interessante fazer uma boa esfoliação uma vez a cada duas semanas e uma limpeza de pele completa uma vez por mês, para ajudar a eliminar as células mortas”, indicou.

Como disfarçar a barba falhada?

Segundo a dermatologista, para disfarçar uma barba falhada vale valorizar áreas como queixo e bigode, dando um toque alternativo e diferente para sua composição. Confira essas dicas:

1) Apare bem as laterais, assim elas parecerão mais curtas que o restante do rosto e dará a impressão de que sua barba está cheia.

2) Aposte nos desenhos ou estilos de barba rala ou por fazer. “Para isso, conte com a ajuda de um barbeiro experiente. No consultório pode ser feito o desenho da barba a laser. Isso facilita a manutenção do contorno bem desenhado e evita as inflamações causadas pelo barbear frequente”, disse a Dra. Giselle.

3) Se optar por procedimentos, pode ser feita a micropigmentação da região com profissional adequado, levando em consideração que o método é duradouro e que pode ficar obsoleto.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.