A micose é uma infecção causada por fungos que pode atingir várias regiões do seu corpo, da pele até o cabelo, passando pelas unhas. Esses microrganismos costumam ser transmitidos por objetos de uso compartilhado ou em ambientes coletivos de muito calor e umidade. Mas além dessas curiosidades, você sabia que existem três tipos mais comuns da doença? Para esclarecer as características, sintomas e tratamentos de cada problema o DermaClub conversou com a dermatologista Carolina Zaparoli, de São Paulo. Veja só!

1) Pitiríase Versicolor:

O que é? Popularmente chamado de “pano branco”, esse tipo de micose é muito comum em pessoas com a pele oleosa e em adolescentes durante a puberdade - época da vida em que os hormônios produzem mais sebo na pele. A doença é causada pelos fungos do gênero malassezia.

Sintomas: manifesta-se através de manchas brancas, descamativas, que podem surgir agrupadas ou isoladas. Normalmente elas aparecem na parte superior dos braços, tronco, pescoço e também no rosto. “Ocasionalmente, podem se apresentar como manchas escuras ou avermelhadas, daí o nome versicolor”, explicou a dermatologista.

Tratamento: o tratamento pode ser feito com medicamentos antifúngicos tópicos ou orais.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

2) Tineas (tinhas)

O que é? Essa micose pode ser causada por um grupo de fungos que vivem se alimentando da queratina presente na pele, cabelos e unhas. Esses microrganismos podem ser encontrados em animais, no solo ou serem transmitidos por outra pessoa. De acordo com a médica, “dentre as tineas, a mais comum é a onicomicose, que acomete as unhas das mãos e dos pés, tornando a região mais espessa com alteração na coloração e forma”, esclareceu.

Sintomas: na pele, podemos reparar no surgimento de manchas vermelhas de superfície escamosa, com bordas bem delimitadas, apresentando pequenas bolhas e crostas. O principal sintoma é coceira.

Tratamento: no tratamento das tineas podem ser utilizados antifúngicos locais ou orais.

3) Candidíase

O que é? É causada por um fungo chamado cândida e pode comprometer apenas a pele ou, além do órgão, outras partes do corpo como na boca e unhas. “É um fungo ‘oportunista’, existindo situações que favorecem o seu desenvolvimento, como baixa da imunidade, uso prolongado de antibióticos, diabetes e situação de umidade e calor”, comentou a Dra. Carolina.

Sintomas: dependendo do local, essa micose pode se manifestar de diversas maneiras. “Na boca, podemos notar placas esbranquiçadas na mucosa, que são muito comuns em recém-nascidos, conhecido como sapinho, e lesões fissuradas no canto da boca - chamada de queilite angular - mais vista no idoso; Nas regiões de dobras - como axilas e abaixo das mamas -, encontramos placas vermelhas e fissuras localizadas, já na área genital feminina percebemos uma secreção vaginal esbranquiçada acompanhada de coceira”, apontou.

Tratamento: uso de antifúngicos tópicos e sistêmicos.

Prevenir sempre é o melhor remédio

Para não ter nenhuma dessas micoses, é essencial praticar cuidados simples e preventivos, como: “não compartilhar objetos de uso pessoal, secar muito bem o corpo após o banho, evitar de andar descalço em locais úmidos e evitar roupas muito quentes, justas e de tecidos sintéticos que não absorvem o suor”, indicou a médica.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.