Uma dúvida recorrente na hora de escolher os produtos da rotina de cuidados com o rosto é em relação à ordem de aplicação. Como deve ser a organização? As texturas influenciam? Pensando nisso, o DermaClub procurou a dermatologista Flávia Addor, de São Paulo, que explicou como deve ser a sequência de dermocosméticos, a importância da escolha adequada dos veículos e qual é o intervalo ideal entre as aplicações dos produtos. Confira!

Descubra como deve ser organizada a rotina de cuidados com a pele

Segundo a médica, a ordem é simples: limpar, tonificar, tratar ou apenas hidratar e proteger contra os raios solares, para, então, aplicar a maquiagem. As etapas e tratamentos vão variar de acordo com as necessidades do paciente. “Quando limpa, a pele recebe melhor o produto e a hidratação deve ser realizada em seguida, por que a exposição ao ambiente pode, em alguns casos, piorar irritações já existentes”, explicou, alertando que o ideal é esperar um tempinho depois da aplicação do filtro para iniciarm o ake: de 15 a 20 minutos. “Costumo dizer às pacientes que é o tempo do café da manhã”, contou.

É importante lembrar que no período da noite, caso o rosto esteja maquiado, é preciso remover os produtos com um demaquilante e depois seguir para o ritual de skincare. “A limpeza remove os resíduos remanescentes e prepara a pele para o cuidado noturno”, disse.

Entenda qual a função das texturas e quais são as mais indicadas para cada tipo de pele

De acordo com a dermatologista, as texturas possuem três finalidades: adequação, adesão ao uso e redução de risco de irritações. Para atender esses três quesitos, os produtos variam entre as mais leves e de fácil aplicação, até as mais densas e a escolha deve se basear nas necessidades da pele do paciente. “Os sabonetes, barra ou líquido, podem ser mais suaves, como os syndets - detergentes sintéticos que não modificam o pH da pele -, ou normais. Já no caso dos hidratantes, texturas como gel creme e creme ‘carregam’ a pele, mas isso não é uma regra geral”, esclareceu.

Saiba como usar diferentes produtos sem atrapalhar suas finalidades

Para a especialista, o que determina se um produto pode ou não atrapalhar o funcionamento do outro é a finalidade que ele possui no tratamento. “De modo geral, deve-se esperar uns 15 minutinhos entre uma textura mais densa e uma mais leve, para uma não diluir a outra. Outra opção muito interessante é apostar nos dermocosméticos multifuncionais”, concluiu, explicando que a escolha deve ser feita com a ajuda de um dermatologista, que irá adequar faixa etária, tipo de pele e necessidade específica, aos cremes.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.