Sabe aqueles pontinhos brancos que costumam surgir no rosto? Eles são chamados de miliuns sebáceos ou apenas milium. De acordo com a dermatologista Tatiana Matos, de Salvador, “eles são pequenos cistos formados em qualquer tipo de pele que geralmente aparecem muito em cicatrizes e após procedimentos como o laser”, explicou. Muita gente se incomoda bastante com essas marcas e tentam extrair a lesão em casa, mas será que essa atitude é recomendada? Qual é a forma mais segura de eliminar o milium? O DermaClub, juntamente com a médica, explicou os cuidados para se ter com essas bolinhas. Veja só!

Entenda como o milium se forma

Segundo a dermatologista, o milium surge na pele por um acúmulo de queratina nas camadas mais profundas da pele. “Assim, essas células começam a produzir a queratina que fica acumulada na derme e deveria ser expelida, sendo impedida de sair para o meio externo e acaba se acumulando e formando os grânulos”, esclarece.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

O milium é considerado um tipo de cravo?

Não. Na verdade, o mecanismo de formação dos dois é bem diferente: “No cravo há uma obstrução da unidade pilossebáceo. Já no caso do milium, há encarceramento de células da primeira camada de pele (epiderme) na segunda camada (derme)”, detalhou a médica.

O milium pode ser extraído em casa?

A Dra. Tatiana afirma que a extração é possível, mas que deve ser sempre realizada por um dermatologista com anestesia local e agulha estéril, não em casa. “Além disso, para reduzir a espessura da pele e facilitar a extração, também podemos aplicar produtos como ácidos e esfoliantes”, explicou.

Cuidados com a pele para prevenir o surgimento do milium:

Embora o milium, na maioria das vezes, ocorra por uma causa genética, em outros casos, é possível prevenir o surgimento dessas bolinhas brancas com alguns cuidados diários: “O ideal é manter a pele sempre limpinha, usando produtos específicos para tratar cada necessidade e dermocosméticos que mantenham a pele renovada”, finalizou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.