Perceber uma mancha na pele, geralmente, causa incômodo. Além de ser um desconforto estético, elas podem aparecer em diferentes cores, até mesmo avermelhadas. Afinal, o que essa tonalidade pode significar para a saúde da sua pele? Como podemos nos prevenir das manchas vermelhas? A fim de esclarecer melhor o assunto, o Dermaclub entrevistou a dermatologista Gabriella Albuquerque, do Rio de Janeiro. Olha só!

Manchas vermelhas na pele, porque elas surgem?

De acordo com a médica, por trás de uma mancha vermelha pode haver vários significados - desde uma simples alergia até uma psoríase. O primeiro passo para identificar a gravidade do problema é fazendo o autoexame. “Avalie a localização da mancha e seu aspecto. Repare se há descamação, coceira e se existe algo de errado no seu contorno”. Feito isso, leve todas as informações para o seu dermatologista, que vai ajudar a descobrir o diagnóstico real da mancha.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Conheça 6 causas possíveis de manchas vermelhas:

1) Dermatite seborreica

Bem comum no couro cabeludo, mas também pode surgir no rosto ou entre as mamas e promove uma leve coceira no local. “As manchas podem melhorar sozinhas, porém, o uso de dermocosméticos específicos e hidratantes são bem úteis para o tratamento”, explicou a médica.

2) Dermatite de contato

É uma alergia, que pode se manifestar após a utilização de alguns acessórios, como brincos e colares, ou de cosméticos, como maquiagens. Para acabar com a irritação, basta suspender o uso do fator desencadeante.

3) Dermatite atópica

A dermatite atópica pode gerar manchas vermelhas e descamativas nas regiões de dobra - atrás dos joelhos e na frente dos cotovelos, por exemplo. Para aliviar, o uso de um dermocosmético hidratante específico ajuda a aliviar os sintomas, na maioria dos casos.

4) Psoríase

As áreas de dobras também podem ser afetadas com a psoríase. Trata-se de uma doença genética que possui períodos de melhoras e pioras, acomete regiões extensoras do corpo e causa bastante desconforto estético, além de coceira. E pode agravar com o estresse! Por isso, é importante procurar um dermatologista para controle.

5) Micoses

São muito comuns nos pés, mas também podem aparecer nas mãos e nas áreas que sofrem atrito, como a virilha. Um dos seus maiores incômodos é a coceira intensa, porém, o uso de dermocosmético com ação antifúngica ajuda a aliviar o processo.

6) Câncer da pele

A dermatologista atenta: “Manchas pequenas com aumento lento do tamanho e com sangramentos ocasionais podem ser indícios de câncer da pele”. Costuma surgir em áreas que ficam mais expostas ao sol. Assim que perceber estes sinais, consulte seu dermatologista para um diagnóstico correto.

Como podemos prevenir o surgimento de cada uma dessas manchas na pele?

O fundamental é manter o manto lipídico da pele sempre íntegro. “Sendo assim, use um dermocosmético hidratante e faça do protetor solar também um hábito, pois, na maioria dos casos, o sol pode aumentar a reação inflamatória, piorar a lesão e causar manchas escuras após o controle”, finalizou. Além disso, não esqueça de consultar sempre o seu dermatologista!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.