Se você se interessa por skincare, com certeza já ouviu falar na FOREO! Muito mais que uma tendência, essas escovas de limpeza facial estão dando o que falar por aí. Além de tornar a rotina muito mais interessante, essa ferramenta é capaz de trazer uma série de benefícios para à pele graças aos seus movimentos e pulsações. Mas qual é a forma correta de usar uma escova como a FOREO? O DermaClub esclareceu a dúvida com a dermatologista Betina Stefanello, que contou o passo a passo para incluir o acessório na sua rotina de skincare. Veja só!

Conheça os benefícios da FOREO e outras escovas faciais

A Drª Betina explica que a escova proporciona uma porção de vantagens à sua limpeza da pele. “Ela serve para limpar o rosto de forma suave e profunda, esfoliando a região, desobstruindo os poros e removendo todas as células mortas, resíduos de poluição e maquiagem, além de melhorar a circulação da área”, explicou.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Passo a passo: como usar a FOREO corretamente

1º passo) Molhe o rosto com água corrente na temperatura fria ou morna;

2º passo) Você pode utilizar o sabonete facial diretamente na escova ou aplicar no rosto, como preferir;

3º passo) Aplique a escova sobre a pele, fazendo movimentos circulares para não agredir o rosto, sempre na direção de baixo para cima, principalmente nas áreas mais oleosas e com predisposição a cravos, normalmente na conhecida “zona T”, evitando as regiões mais sensíveis, como bochechas.

“Esse processo deve ser rápido, pois a ideia é misturar rapidez e eficácia na hora da limpeza, então pode durar em média 1 minuto”, ressaltou.

5º passo) Depois de usar a FOREO, enxague o rosto com água fria ou morna.

6º passo) Limpe bem a escova com um sabonete neutro para não acumular bactérias.

Podemos usar a escova todos os dias?

De acordo com a médica, assim como um bom esfoliante, a limpeza profunda precisa ser feita com um certo limite. “Existe uma quantidade saudável de oleosidade na pele que ajuda a controlar a hidratação e manter a região protegida. Fazer esse ritual em excesso e com muita força pode causar um desequilíbrio e microtraumas nessa barreira”, esclareceu. Sendo assim, o uso dessas escovas deve ser limitado de duas a três vezes na semana, no máximo, para evitar maiores problemas.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.