Assim como a pele, o couro cabeludo sensível também possui suas particularidades. Além de ser bastante reativa, a região costuma apresentar sinais de ressecamento, vermelhidão e ardor devido a mudanças de temperatura, momentos de estresse ou o uso de produtos com agentes agressivos. Embora seja uma condição incômoda, existem alguns hábitos que podem ajudar no tratamento da sensibilidade. Para esclarecer essas medidas terapêuticas, o DermaClub conversou com a dermatologista Carolina Marçon, de São Paulo. Veja só!

Por que o couro cabeludo fica sensibilizado?

De acordo com a médica, ter o couro cabeludo sensível é uma condição bem comum hoje em dia. Esse cenário é bastante costumeiro em pessoas que também apresentam a pele com tendência à sensibilidade. “Existem pacientes que têm uma pele totalmente reativa, que não respondem bem a um tipo de produto, que está sempre com sinais de ressecamento, vermelhidão. Como o couro cabeludo é uma extensão da pele, essas pessoas acabam apresentando a mesma condição na região capilar”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Conheça as causas e os sintomas do couro cabeludo sensível

Os fatores desencadeantes do couro cabeludo são: “Mudança de temperatura, poluição, estresse, ar seco, uso de shampoos muito agressivos e a higiene demasiada da região”. Pacientes com dermatite atópica também possuem tendência à sensibilidade local. Seus maiores sintomas costumam ser a queda de cabelo, coceira, queimação e a tricodinia - que gera a dor.

Você já ouviu falar na tricodinia? Segundo a Dra. Carolina, “é uma sensação dolorosa do couro cabeludo, que causa sinais de dor, formigamento intenso que pode ser difuso ou localizado. Ela geralmente está associada com a queda de cabelo, e com transtornos psiquiátricos, sendo mais comum em pacientes deprimidos, ansiosos, que têm transtorno obsessivo compulsivo”. Essa condição é muito comum em pessoas com tendência à sensibilidade na região e deve ser tratada com o uso de medicamentos mais fortes.

5 hábitos que ajudam a tratar o couro cabeludo sensível

1) Evitar o uso de shampoos com sulfato: o sulfato pode ressecar ainda mais a região e agravar o quadro de sensibilidade.

2) Não realizar procedimentos com formol: a substância muito encontrada nas escovas progressivas e produtos de alisamentos, pode deixar o couro cabeludo mais irritado, piorando a vermelhidão e a coceira. Além disso, o uso de formol é proibido pela ANVISA.

3) Excluir da rotina substâncias irritativas: como parabenos, silicone, álcool, fragrância, substâncias que, para pessoas com sensibilidade no couro cabeludo, acaba piorando o quadro.

4) Usar shampoos com pH ácido: também conhecido como pH neutro para o cabelo, ele ajuda a controlar a sensibilidade da região.

5) Lavar o cabelo com água fria ou morna: a temperatura do banho faz toda diferença para quem tem o couro cabeludo sensível. A água fria ou morna não deixa a área irritada, ao contrário da quente, que pode deixar a região vermelha e ardida.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.