Quando se fala em cuidados com o cabelo, muitas vezes, o público masculino é deixado de fora. No entanto, os homens também precisam cuidar dos fios - não só para os manter bonitos, mas também para evitar alguns problemas capilares, como a queda de cabelo, a caspa, a foliculite... Para esclarecer alguns dos quadros mais comuns no cabelo masculino, o DermaClub entrevistou a dermatologista Livia Luna, do Rio de Janeiro, que explicou 5 complicações que afetam o cabelo do homem. Confira!

1) Calvície

Conhecida pelos dermatologistas como alopecia androgenética, a calvície é uma perda demasiada, geneticamente determinada, dos cabelos. De acordo com a médica, “homens e mulheres podem ter o problema, que se desenvolve desde a adolescência, quando o estímulo hormonal aparece e faz com que, em cada ciclo do cabelo, os fios cresçam progressivamente mais finos”, esclareceu. Além disso, alguns fatores podem agravar o problema, como, por exemplo, o uso de suplementação de hormônios masculinos.

2) Dermatite seborreica

A Dra. Livia afirma que a dermatite seborreica, conhecida como caspa, acaba sendo um problema mais comum em homens. “Isso é suposto principalmente pelos altos níveis hormonais, que causam excesso de oleosidade no couro cabeludo”, afirmou. O tratamento mais indicado para o caso é o uso de shampoos adstringentes que controlem a produção de sebo produzida na região.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

3) Foliculite

Foliculite é a inflamação aguda ou crônica dos folículos pilosos. Ela pode surgir em qualquer parte do corpo com pelos, como na barba, axilas, coxas, nádegas, virilha e no couro cabeludo principalmente do homem. “Isso acontece por conta do uso de lâminas para cortar o cabelo, que podem comprometer a integridade dos folículos, refletindo em um quadro inflamatório”, esclareceu.

4) Foliculite queloidiana

Segundo a dermatologista, “a foliculite queloidiana é um quadro mais grave da inflamação. O problema causa cicatrizes de queloides, que afetam principalmente a região posterior da cabeça e do pescoço, sendo mais comum em homens”, explicou. A Sociedade Brasileira de Dermatologia aponta que a causa exata da doença não é bem esclarecida, mas estima-se que a irritação crônica e o encravamento de pelos grossos e curvados, podem estar relacionados ao desenvolvimento do quadro.

5) Micose do couro cabeludo

Conhecida como tinea capitis ou tínea, é uma infecção causada por fungos que acontece nos cabelos e, principalmente, no couro cabeludo. A doença se prolifera em ambientes quentes e úmidos e pode causar sintomas como caspa, coceira, fios quebrados, descamações e até a perda de cabelo, refletindo em algumas falhas.

Para saber o tratamento correto para cada um dos casos, consulte seu dermatologista!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.