Não faz muito tempo, você marcou um horário com a sua manicure e, antes de começar a sessão, a profissional lhe fez a seguinte pergunta: “prefere tirar ou manter as cutículas?”. No momento, você acabou aceitando a proposta de cortar essa pele ao redor das unhas, mas, depois, ficou a dúvida: afinal de contas, será que realmente devemos remover as cutículas? O DermaClub esclareceu a questão. Veja qual é a escolha ideal para a saúde das duas mãos!

Qual é a finalidade das cutículas?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a principal função das cutículas é justamente proteger as unhas. Essa pele impede a entrada de sujeiras e bactérias que podem se infiltrar e atingir a matriz ungueal, parte mais importante, onde se dá origem a unha.

Cutículas: é mais saudável mantê-las ou tirá-las?

A cutícula é uma estrutura de pele mais grossa que emoldura toda a unha. Ela forma uma espécie de selo protetor na região e, segundo a SBD, não deve ser removida de jeito nenhum. Quando a cutícula é cortada, mordida ou arrancada, qualquer trauma pode afetar a raiz e, com o tempo, causar uma série de problemas nas unhas, como amarelamento, manchinhas brancas e ranhuras.

Saiba como manter as cutículas hidratadas e bonitas

Se você que acha que precisa tirar as cutículas para ter unhas bem cuidadas, está enganada. Os truques? Acompanhe:

- Invista em dermocosméticos hidratantes e cicatrizantes, como a água termal, pantenol e vitamina B5, a fim de minimizar os sinais de ressecamento;  

- Evite banhos muito quentes, pois eles deixam a barreira de proteção da pele enfraquecida;

- Proteja as mãos durante os afazeres domésticos;

- Consuma a quantidade correta de água - cerca de dois litros ao longo do dia - para incentivar a hidratação de dentro para fora.

Gostou das dicas? Agora ficou mais fácil de deixar as pontinhas dos dedos supersaudáveis!