Muitos homens sofrem na hora de fazerem a barba. Fios encravados, inflamados e sensibilidade na pele são alguns dos problemas enfrentados por eles. Por isso, o DermaClub conversou com a dermatologista Lilian Ota, da cidade de São Paulo, que explicou qual é o movimento ideal para deslizar a lâmina no rosto, e ainda concedeu dicas de quando trocar o aparelho e quais os cuidados para se ter antes e depois do ato, a fim de evitar danos. Confira!

Saiba quais danos a pele do rosto pode sofrer depois do barbear com lâmina

Segundo a médica, as lâminas de barbear podem agredir a pele do rosto. “O ato de cortar os pelos pode causar danos de graus variados, porém, existem técnicas que diminuem os riscos. Dentre elas é importante a aplicação de uma espuma ou gel de barbear com ação hidratante, de preferência, com substâncias calmantes”, explicou.

Dermatologista explica qual é o movimento ideal na hora de retirar a barba com lâmina

Para a dermatologista, a lâmina deve deslizar de acordo com o crescimento do pelo em sentido único, evitando o escanhoamento, que nada mais é que passar a lâmina no sentido contrário ao crescimento. Isso evita o encravamento do fio e a inflamação do folículo, conhecida popularmente como foliculite.

Entenda a importância e qual a frequência ideal para trocar as lâminas

De acordo com a especialista, em geral, as lâminas perdem o poder de corte rapidamente. “O ideal é trocá-las frequentemente para que a pele não seja lesada. A reutilização do produto vai depender da quantidade e da espessura do pelo. Homens que possuam a barba bem cheia ou pelos grossos deveriam trocar após o uso. No entanto, se durante o barbear o paciente sentir certa resistência ou dificuldade para cortar o fio, é hora de substituí-lo”, concluiu.

Descubra quais devem ser os cuidados antes e depois da depilação com lâmina

Segundo a dermatologista, o ato de barbear-se requer alguns cuidados simples que ajudam a manter a saúde e o viço da pele. “Aplique um creme ou gel calmante para facilitar o deslizamento da lâmina, além disso, utilize água morna, pois o aquecimento dilata os poros sem agredir a pele”, esclareceu, afirmando que é importante enxaguar abundantemente com água os produtos usados assim que terminado o processo. “Borrife água termal, pois ela é ótima para homens com sensibilidade na pele. Deixe secar naturalmente e depois aplique hidratante específico para o seu tipo de pele”, pontuou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.