Sabe quando você usa um desodorante e, no final do dia, tem a impressão de que ele não foi eficaz para amenizar odores e suor? Por isso, é importante escolher o desodorante adequado para a sua pele. Em conversa com a dermatologista Christiane Gonzaga, do Rio de Janeiro, o Dermaclub buscou entender por que nem sempre o produto é eficiente. Confira!

Entenda como o desodorante age na pele

De acordo com a médica, é importante entender que o odor característico das axilas não é causada pela transpiração, pois o suor é composto basicamente de água. “No entanto, existem bactérias presentes nessa região que realizam a decomposição de algumas substâncias do suor, causando mau cheiro. Dessa forma, a função dos desodorantes é inibir a ação dessas bactérias”, explicou.

Saiba por que o desodorante pode funcionar ou não

Para a Dra. Christiane, é importante entender que as causas para um desodorante não ser eficaz podem ser diferentes. “Pode haver uma infestação de bactérias - a bromidrose, que provoca mau cheiro - ou problemas relacionados à transpiração excessiva - hiperidrose. No entanto, para ambos os casos, a falta de higiene é o principal motivo para desencadear essas características na pele”, contou. A médica completa dizendo que os desodorantes não possuem a função de amenizar a transpiração, apenas de conter o mau cheiro, enquanto, para diminuir o suor excessivo devem ser utilizados antitranspirantes.

Veja como escolher o desodorante ideal para a sua pele

Segundo a dermatologista, é preciso estar atenta à forma como o produto escolhido age. Isso porque algumas pessoas possuem a pele mais sensível e, por isso, devem optar por dermocosméticos sem fragrâncias para evitar irritação. Se você sofre de suor excessivo, prefira antitranspirantes, que mantém o local seco por mais tempo. E, caso perceba aumento na sudorese ao utilizar produtos em creme ou roll-on, escolha versões em spray ou aerosol.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.