A pele oleosa requer cuidados especiais já que pode não ser fácil lidar com seu excesso de oleosidade. A produção exacerbada de óleo é logo associada ao surgimento de cravos, espinhas e a dificuldade de controlar o excesso ao longo do dia. Calma! Existem muitos mitos e verdades a respeito desse tipo de pele que você precisa saber e o Dermaclub desvendou alguns abaixo.

Se a pele do rosto é oleosa, a do corpo também será?

Mito! O rosto é a área que possui maior concentração de glândulas sebáceas, por isso, apesar do que geralmente se pensa, quem possui a pele do rosto oleosa não necessariamente terá esse aspecto no corpo.

Pele oleosa possui mais tendência à acne?

Verdade! Esse tipo de pele acaba criando um ambiente que é favorável ao crescimento de bactérias, além de aumentar a obstrução dos poros, que ocorre devido à produção de secreção sebácea em excesso. Por isso, a acne se forma com mais facilidade e os tratamentos e medicamentos específicos agem promovendo a atrofia das glândulas sebáceas, que reduzem a oleosidade e as lesões.

Para diminuir a oleosidade é preciso lavar o rosto sempre que possível?

Mito! É inevitável essa vontade de lavar o rosto para ter a sensação de pele menos oleosa e limpa. Mas, cuidado! Água em abundância pode causar o efeito contrário, conhecido como efeito rebote. Quando tentamos retirar de maneira excessiva o sebo cutâneo, que serve de hidratação e proteção, de modo compensatório, a pele acaba produzindo mais óleo para evitar o ressecamento e manter a proteção. Dessa forma, o ideal é lavar o rosto apenas duas vezes ao dia, pela manhã e à noite.

Pele oleosa não precisa de hidratante e nem de filtro solar?

Mito! Esse tipo de pele possui sim um hidratante natural, mas não dispensa o uso de hidratantes. A questão é a preocupação com a textura a ser utilizada. A dica é apostar em produtos que produzem a sensação de toque seco e um efeito mate, como séruns e versões em oil free e versões antioleosidade para filtros solares, que possuem absorção rápida e controlam o aspecto luminoso.

A alimentação influencia na oleosidade da pele?

Verdade! Existem alguns alimentos que estimulam a produção de secreção das glândulas sebáceas. Essa relação é percebida pelo surgimento de acne em períodos que ocorrem o excesso no consumo de doces, alimentos gordurosos e derivados de leite.