Alguns truques de beleza ficam para sempre, especialmente aqueles que foram ensinados pelas nossas mães e avós! Hoje em dia, as rotinas de cuidados com a pele estão bem modernas, com uma variedade de produtos para cada tipo de necessidade do corpo e rosto, como hidratantes, filtros solares, sabonetes e produtos de tratamento. Mas você sabe como as gerações mais antigas resolviam seus problemas de beleza, como manchas e espinhas? O DermaClub listou 5 dessas curiosidades!

1) Para minimizar bolsas abaixo dos olhos: compressa com saquinhos de chá de camomila

Antigamente, quando ainda não existiam dermocosméticos clareadores eficazes e seguros para a área dos olhos, nossas mães e avós amenizavam o inchaço dos olhos fazendo compressas com saquinhos gelados de chá de camomila, minimizando as famosas bolsas. Hoje em dia, felizmente, contamos com vários produtos que podem não só ajudar de forma mais eficaz e duradoura nesse quesito, como ainda clarear a região, com ativos como a cafeína, o ácido ferúlico e a nicotinamida, por exemplo.

Dica de uso: Pigmentclar Olhos, de La Roche-Posay

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

2) A proteção solar era feita, muitas vezes, com pasta d’água

Ao contrário das nossas mães e avós, hoje em dia temos uma variedade imensa de protetores solares à nossa disposição. Você sabia que, antigamente, era comum usar pasta d’água como proteção contra os raios ultravioleta? Essa prática, em teoria, funcionava como filtro físico mas, para realmente fazer efeito, o produto teria que ser aplicado como uma máscara grossa - ou seja, ficar com a pele completamente branca!

Com o avanço das tecnologias dermatológicas, hoje contamos com diferentes tipos de filtros solares que não só protegem de uma forma muito mais eficaz, como também se adequam a cada necessidade da pele, ajudando a controlar a oleosidade, o ressecamento e até doenças de pele, como acne e rosácea.

Dica de uso: Anthelios Airlicium FPS 70, de La Roche-Posay

3) A pasta de dentes era usada também para secar espinhas

Até hoje algumas pessoas fazem isso e aplicam pasta de dentes para secar lesões de acne. Na teoria, essa técnica pode até ajudar, já que o produto possui uma substância que mata as bactérias da boca e também é capaz de acabar com aquelas presentes nas espinhas. No entanto, na prática, o produto pode causar vários problemas na pele, como dermatite, alergias, irritação e até manchas. O ideal sempre é apostar em um dermocosmético específico voltado para o tratamento de acne, de preferência indicado pelo seu dermatologista.

Dica de uso: Blemish + Age Defense, de SkinCeuticals

4) Para clarear manchas de pele, nossas mães e avós usavam leite ou água de arroz

Esses eram outros métodos muito utilizados na rotina de beleza das mães! Elas acreditavam que a água de arroz ajudava no clareamento de manchas na pele, assim como o leite que, atua como um leve esfoliante. No entanto, além de não entregarem resultados evidentes, hoje em dia essas técnicas devem ser substituídas por dermocosméticos específicos para esse fim, sempre com o aconselhamento do seu dermatologista.

Dica de uso: Discoloration Defense, de SkinCeuticals

5) Máscara de clara de ovo era usada para reduzir rugas

Outra receitinha caseira que muitas mães e avós faziam para o rosto era a máscara de clara de ovo. Por ser rica em colágeno, acreditava-se que esse truque ajudava a firmar a pele e minimizar rugas. No entanto, embora deixe a pele com aparência mais lisa momentaneamente, isso não passa de um “efeito cinderela”, já que a pele não consegue absorver as moléculas de colágeno presentes na clara. Além disso, essa prática também pode causar alergia na pele de quem tem alergia ao ovo, irritação, coceira e alteração da função da barreira cutânea.

Ainda bem que, hoje em dia, existem várias opções de dermocosméticos anti-idade muito mais eficazes e seguros!

Dica de uso: Liftactiv Serum 10 Supreme, de Vichy

*Ficou com dúvidas? Procure o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e agende uma consulta!