A acne é uma dermatose crônica muito comum que atinge aproximadamente 80% dos adolescentes e 12 a 14% dos adultos. Muitos são os fatores que influenciam o surgimento das espinhas, como a predisposição genética, o estresse e até mesmo a alimentação. Ingerir alimentos saudáveis atua beneficamente no controle da doença. Confira dicas do que comer para evitar o incômodo na pele. Acompanhe!

Evitar alimentos altamente calóricos é o primeiro passo

Alimentos muito calóricos influenciam no aumento da acne, mas o surgimento das espinhas é mais comum em pessoas predispostas à doença. A piora da doença pode estar relacionada ao consumo de laticínios, que possuem hormônios em sua composição, e alimentos com alto índice glicêmico, que podem provocar rugas e flacidez na pele.

Saiba quais são os nutrientes essenciais no combate a acne

O surgimento da acne depende da predisposição genética, da obstrução folicular, do aumento na produção do sebo, e da proliferação de bactérias que vivem sobre a pele. Apesar disso, alimentar-se bem pode, sim, diminuir os efeitos da doença. Descubra quais são os principais alimentos que realizam esse efeito:

- Água: manter o corpo hidratado ajuda a eliminar toxinas que podem agravar problemas de pele;

- Peixes: possuem grandes quantidades de minerais em sua composição, além de promoverem ação anti-inflamatória, o que ajuda na diminuição da acne;

- Frutas e verduras de cor amarela: o betacaroteno presente nos nutrientes ajuda a combater os processos inflamatórios, como a acne. Além disso, são ricas em substâncias que ajudam a manter a pele sempre rejuvenescida.

O chocolate é mesmo o grande vilão?

O chocolate sempre foi apontado como um influenciador no aparecimento da acne. O alto teor glicêmico presente nesse alimento faz com que ele influencie na piora da inflamação. Porém, não é preciso abrir mão do seu consumo, mas prefira os que possuam alto teor de cacau, sem açúcar.

Procure o seu dermatologista e tenha o tratamento ideal para o seu tipo de pele e necessidades!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.