Um dos tratamentos estéticos queridinhos de quem deseja dar um boost no visual é a drenagem linfática. A massagem, que pode ser feita com as mãos ou por aparelhos, costuma ser indicada para redução de medidas, inchaço e também para amenizar a celulite. No entanto, não é todo mundo que pode aderir ao procedimento. Descubra abaixo todas as particularidades da drenagem e se você pode investir no tratamento!

Saiba o que é a drenagem linfática

A técnica de massagem tem como objetivo estimular o sistema linfático, que é uma rede de vasos que move os fluidos do corpo a trabalhar de forma acelerada. Assim, conquista-se alguns benefícios, como a diminuição da retenção de líquido, a melhora da circulação sanguínea, minimização da celulite, além de relaxamento corporal.

Para que serve o procedimento?

A função principal do procedimento é remover a linfa que fica acumulada entre as células, que pode acontecer devido à dificuldade de absorção da mesma. Os líquidos que causam inchaço e celulite são direcionados para o sangue, filtrados pelos rins e, depois, eliminados pelo corpo por meio da urina. No entanto, para obter bons resultados não basta apenas entregar seu corpinho nas mãos de um profissional: é preciso adotar uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos.

Como é feito tratamento e em que áreas do corpo?

Cada região do corpo pede movimentos diferentes nas massagens, mas todos devem ir no sentido do gânglio linfático. Nas pernas, os movimentos precisam passar pela parte posterior do joelho, coxa e virilha. Na barriga, também deve ser feito até a virilha. Já nos braços e tórax, o caminho deve ser até as axilas. Também é possível fazer drenagem linfática em outras partes do corpo, como rosto ou couro cabeludo.

Quais são as contraindicações da drenagem linfática?

De acordo com especialistas, o procedimento não é indicado para pessoas com infecção, já que as células contaminadas podem cair no sistema linfático e espalhar pelo corpo. Além disso, pacientes com insuficiência cardíaca, trombose e hipertensão devem evitar o tratamento. Apesar de não ser necessária a prescrição médica para fazer a drenagem linfática, é importante consultar um dermatologista para verificar se a massagem é indicada no seu caso.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.