A pele acneica é muito delicada. Por ter uma tendência maior à oleosidade, a região precisa de cuidados extras e, muitas vezes, a longo prazo. Embora a maioria dos tratamentos para cravos e espinhas seja mais indicada para o período da noite, é possível ter um resultado ainda melhor se a pessoa estender essa atenção ao longo do dia. Pensando nisso, convidamos a dermatologista Daniela Pimentel, de São Paulo, para explicar como podemos tratar as lesões de acne pela manhã e à tarde. Veja só!

Ao acordar, faça a limpeza do rosto

De acordo com a médica, os cuidados com a acne devem começar ainda pela manhã, com a higiene do rosto. “Neste momento, é essencial usar produtos específicos para o seu tipo de pele, começando pelo sabonete, que pode ser líquido, gel ou em barra”. Para tornar o ritual ainda melhor, aposte no uso de dermocosméticos pós-limpeza, como a solução micelar, que remove os restinhos de resíduos da superfície cutânea, como os poluentes. “Diversos estudos mostram que a poluição presente nas grandes cidades - vinda de indústrias, fuligens de escapamento de carros e fumaça de cigarro - pode colaborar com o envelhecimento precoce, além de piorar a acne e a oleosidade da pele”, explicou.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Aposte em produtos antiacne indicados para o dia

Segundo a Dra. Daniela, “existem produtos que podem ser utilizados para o tratamento da acne durante o dia, desde que sejam recomendados por um dermatologista”, garantiu. Portanto, opte por um dermocosmético que, além de diminuir as lesões, previne o surgimento de marcas, protege o rosto contra a poluição e dos raios UV.

Não esqueça de proteger as lesões com filtro solar

Para o tratamento obter um bom resultado, não podemos esquecer do uso do filtro solar, que, para pessoas com acne, o uso se torna ainda mais regrado. O produto protege a pele e as espinhas da radiação solar - fator agravante para que as lesões surjam - e do risco de marcas e cicatrizes.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.