Sua pele costuma ficar mais ressecada e sensível durante o inverno? Com a queda das temperaturas, o clima seco e o aumento dos banhos quentes, é bem comum que isso aconteça. E quem pratica esportes ao ar livre, como corrida e caminhada, acaba sofrendo mais ainda com todos esses incômodos. A notícia boa é que podemos proteger nossa pele dos problemas causados pelo frio, sem precisar abrir mão das atividades físicas. O DermaClub conversou com a dermatologista Flávia Addor, de São Paulo, que deu algumas dicas para passar essa temporada do ano de forma tranquila. Veja só!

Como a pele costuma ficar durante o inverno?

O frio pode até ser a melhor época para ficar em casa, se aquecer embaixo das cobertas, mas, com esse tempo, sua pele acaba sofrendo bastante com a queda dos termômetros. “As temperaturas menores aliadas a baixa umidade tendem a ressecar a pele, o que é agravado pelos banhos quentes, comuns nesta época”, explicou.

Além disso, quem tem doenças crônicas de pele, como a psoríase e a dermatite, sofre mais ainda com as alterações climáticas, principalmente com o tempo frio e seco. A baixa exposição solar, o vento frio e os banhos quentes contribuem para a descamação das lesões e o aumento da coceira.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Cuidados com o rosto e com as regiões ressecadas durante o frio

O vento frio deixa mais seca a pele do rosto e das regiões com tendência ao ressecamento, como joelhos, pernas e cotovelos, apresentando descamação, coceira e uma aparência esbranquiçada nas regiões. Sendo assim, além da hidratação caprichada, que deve ser obrigatória nesta temporada, a Dra. Flávia indica: “Dê preferência aos filtros solares emolientes. Desta forma não descuidamos da proteção à exposição solar”, garantiu.

Como cuidar da pele no inverno antes e depois dos exercícios físicos?

Apesar de ser um clima bem propício para o ressecamento da pele, principalmente para quem faz exercícios físicos e fica em contato direto com as alterações climáticas, a dermatologista indica alguns cuidados que ajudam a manter o corpo e o rosto mais protegidos e saudáveis nessa temporada:

1) Usar sempre protetor solar e reaplicar com a mesma disciplina do verão, antes e depois do exercício;

2) Evitar banhos quentes e demorados, com muito sabonete, já que isso piora o ressecamento e coceira que aparecem com mais frequência;

3) Após o banho, usar um hidratante facial e um corporal. Eles devem ser aplicados generosamente, inclusive nos pés e mãos, que são regiões que ressecam mais.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.