A foliculite é uma doença de pele que causa bastante incômodo com seus sintomas, que vão da formação de bolinhas vermelhas até a coceira na região. No verão, a aparência do problema acaba agravando esse quadro, já que regiões afetadas, como pernas e nádegas, ficam mais expostas. Para saber como tratar e prevenir o problema nessas áreas, o DermaClub conversou com a dermatologista Flávia Ravelli, de São Paulo, que esclareceu o assunto. Confira!

O que pode causar foliculite nas pernas e nas nádegas?

De acordo com a médica, as causas da foliculite ainda não estão completamente definidas, entretanto alguns fatores contribuem para seu surgimento ou agravamento, principalmente na região das pernas e nádegas. São eles: “depilação com lâmina, cera ou linha; excesso de transpiração e calor excessivo; roupas apertadas (como as de ginástica); atrito repetido no local; lesões na pele como feridas e arranhões; alterações hormonais; uso de curativos oclusivos; possuir doenças de pele como dermatites e acne”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

A foliculite pode ser genética?

Não. Na verdade, qualquer pessoa pode apresentar um ou mais episódios de foliculite - que é uma doença de pele inflamatória dos folículos pilosos. Entretanto a dermatologista diz que, pacientes negros, asiáticos, obesos e indivíduos com baixa imunidade estão mais suscetíveis a ter esse problema.

Como podemos tratar a foliculite nessa região sem causar manchas?

Tudo vai depender da gravidade e extensão do caso. Mas é sempre importante consultar um dermatologista para receber o tratamento mais adequado. “A foliculite nas pernas e nádegas pode ser tratada com antibióticos tópicos ou orais. Também é bom evitar depilação com lâmina e cera, preferindo o uso de laser para eliminar os pelos. Esfoliar a região toda semana ajuda bastante”, indicou a Drª Flávia.

Quais são os cuidados para prevenir a foliculite nas pernas e nádegas?

- Evitar depilação com lâmina e cera,
- Evitar o uso de roupas apertadas,
- Hidratar a pele todos os dias;
- Depois do banho enxugar muito bem a pele para evitar fungos;
- Na hora do banho lavar muito bem as regiões para evitar o acúmulo de bactérias.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.