Clique aqui para conhecer todos os benefícios do nosso clube e cadastre-se!
Dermaclub

Guia de cuidados com o cabelo: como fazer hidratação? Quantas vezes lavar? Como acabar com as pontas duplas?

Adotar uma rotina de cuidados com cabelo - seja ele do tipo seco, normal, misto ou oleoso - é fundamental para manter as madeixas bonitas, brilhosas e saudáveis. Além de lavar o couro cabeludo regularmente com shampoo e selar os fios com condicionador, existem também os produtos extras, como a máscara de hidratação que pode salvar as pontas do ressecamento, e o esfoliante capilar que diminui o excesso de oleosidade da raiz, evitando a caspa - dermatite seborreica - e mantendo o cabelo saudável. Para acabar com as dúvidas, o DermaClub montou um guia capilar completo que vai te ajudar a cuidar melhor dos fios - desde noções básicas da tricologia até os mitos e verdades sobre o assunto. Confira!

1. Noções básicas de tricologia

Você sabe o que faz um tricologista? A tricologia é a especialidade da dermatologia que cuida dos cabelos e do couro cabeludo. Essa área é responsável por encontrar soluções para vários tipos de problemas capilares que alteram a estrutura e o aspecto do cabelo, como a caspa, queda dos fios, pontas duplas, infecções e doenças no couro cabeludo.

1.1. Composição do cabelo

O fio de cabelo é formado por 4 estruturas:

Cutícula: a parte externa do fio. Tem a função de proteger o córtex e criar uma barreira de defesa para as agressões externas, como procedimentos químicos, poluição, mudanças climáticas e ferramentas de calor - secador e prancha.

Complexo da membrana celular: garante a coesão das escamas e do córtex, contribuindo para uma fibra capilar mais saudável e protegida das agressões externas.

Córtex: é a camada intermediária da fibra, que representa o coração da estrutura, responsável pela resistência e elasticidade dos fios.

Medula: haste capilar formada por componentes porosos. Ainda não se sabe qual é a sua verdadeira utilidade.

Cada parte é formada por substâncias importantes que deixam a região forte e saudável. A estrutura principal do fio é composta por 27,9% de oxigênio, 15,1% de nitrogênio, 6,6% de hidrogênio e 45,2% de carbono - que formam aminoácidos responsáveis pela produção de queratina. Além disso, a fibra capilar também possui 5,2% de enxofre e, dependendo do paciente, elementos como o ouro, prata e cobre que formam uma estrutura única nos fios.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

1.2. Couro cabeludo

O couro cabeludo é a extensão da nossa pele. Ele é responsável pela produção de sebo na raiz, que garante uma hidratação natural à região. Esse óleo sai das glândulas sebáceas dos folículos, e é formado por uma série de substâncias, como ácidos graxos, esqualeno (um composto orgânico), cera e glicerídeos.

Essa oleosidade traz uma série de benefícios aos fios, porém, quando é produzida em excesso, proporciona vários problemas à região. Por isso, é importante lavar regularmente o cabelo para manter o couro cabeludo sempre limpo e saudável.

2. Tipos de cabelo

Para saber em que cuidados apostar para conquistar um cabelo saudável, é essencial saber reconhecer o seu tipo. Atente nas características de cada um:

2.1 Cabelo normal: é um cabelo saudável, que apresenta poucos problemas da raiz até as pontas. Possui brilho intenso, é macio, maleável e não sofre com ressecamento ou excesso de oleosidade na região do couro cabeludo.

2.2 Cabelo oleoso: sua maior característica é a produção intensa de sebo pelo couro cabeludo. Os fios costumam ter um aspecto pesado, engordurado e sem volume, especialmente nas épocas de calor ou até mesmo no dia seguinte da lavagem. Outra particularidade também muito comum na região é o surgimento de caspa (dermatite seborreica).

2.3 Cabelo misto: apresenta um conjunto de particularidades - raiz oleosa e pontas duplas e muito ressecadas. É o tipo mais comum entre as brasileiras e, geralmente, é o mais complexo de se tratar.

2.4 Cabelo seco: fios opacos e ásperos, além de um couro cabeludo sensível e ressecado. Também é possível notar em alguns pacientes uma certa descamação vinda da raiz que aparece por conta do ressecamento da pele nessa região.

3. Cuidados com o cabelo

Independentemente do seu tipo de cabelo, para que ele fique saudável, brilhoso e livre de pontas duplas, é importante seguir uma rotina diária de cuidados, também conhecida como cronograma capilar. Com essa agenda funcional, você consegue seguir à risca os rituais e o uso de produtos certos para manter suas madeixas limpas, brilhosas e saudáveis.  

3.1 Quantas vezes devo lavar o cabelo?

A regularidade da limpeza vai depender muito do seu tipo de cabelo. Para os oleosos e mistos, a higiene pode ser feita diariamente ou dia sim e dia não. No caso dos mais secos e normais, pode dar um intervalo a cada dois dias para evitar episódios de ressecamento.

3.2 Como fazer hidratação capilar profunda em casa?

O ritual de hidratação tem o papel de repor os fatores de hidratação que os fios perderam com as agressões do dia a dia. E para realizar esse procedimento em casa, você precisa de um shampoo, uma toalha de microfibra e uma máscara de hidratação:

1º passo: Lave o couro cabeludo com um shampoo de sua preferência, com movimentos leves e circulares na região. Repita o procedimento e enxágue - a espuma que escorre para os fios nesta fase é suficiente para os higienizar, já que não é recomendado esfregá-los;

2º passo: Retire um pouco do excesso de água com uma toalha de microfibra - o material ajuda a manter os fios mais comportados e sem frizz, ao invés da tradicional turca de algodão;

3º passo: Aplique a máscara hidratante e nutrirreparadora mecha por mecha, evitando se aproximar da raiz do cabelo, fazendo uma leve fitagem. Depois deixe agir de acordo com o tempo indicado no rótulo e enxágue até remover todo o produto.

3.3 Esfoliação capilar: no que consiste essa etapa?

Esse procedimento tem a função de remover todos os resíduos acumulados no couro cabeludo, diminuindo a oleosidade, incidência de caspa, dermatite seborreica e trazendo a sensação de alívio imediato à região.

Como fazer a esfoliação: invista em um shampoo esfoliante e faça movimentos circulares com as pontas dos dedos no couro cabeludo durante a lavagem, evitando o comprimento dos fios. Deixe o produto agir por um tempo, enxágue e termine a lavagem como de costume, com um condicionador ou máscara capilar.

3.4 Como acabar com as pontas duplas do cabelo?

As pontas duplas são o maior e mais visível sinal de ressecamento dos fios. Muito inestéticas, elas só conseguem ser eliminadas com um bom corte de cabelo. No entanto, podem ser evitadas com alguns cuidados diários, como:

- Hidratar o cabelo semanalmente;

- Evitar abusar das ferramentas quentes, como a prancha e o secador;

- Lavar o cabelo com água fria ou morna;

- Usar uma toalha de microfibra ao secar.  

3.5 Cabelo áspero: o que fazer para deixar os fios mais macios?

Os fios ásperos, característica de cabelos secos e mistos, acontecem devido a falta de hidratação das pontas - muito comum nas madeixas onduladas, cacheadas e crespas. Para mantê-los mais macios, o ideal é:

- Apostar em um hidratação semanal;

- Secar o cabelo com uma toalha de microfibra para evitar a quebra e o frizz,

- Lavar o cabelo com água fria ou morna;

- Dormir com uma fronha ou touca de cetim ou seda, para prevenir o atrito do cabelo com o travesseiro.

3.6 Como deixar o cabelo mais brilhoso

O brilho do cabelo acontece por conta do fechamento quase total das cutículas, refletindo intensamente a luz. Para garantir um cabelo mais iluminado e radiante, é fundamental adotar alguns hábitos:

- Inclua no seu cronograma capilar uma hidratação com máscara capilar ou ampola;

- Nos demais dias, termine a lavagem dos fios com um condicionador;

- Finalize o banho com uma chuveirada com água fria no cabelo.

- Todas as dicas para evitar pontas duplas e aspereza dos fios também são válidas.

4. Problemas comuns no couro cabeludo

4.1. Caspa ou dermatite seborreica: Caspa é o nome popular para a descamação branca ou amarelada que acontece no couro cabeludo, também conhecida como dermatite seborreica ou seborreia. Essa inflamação acontece por conta do aumento da produção de sebo na região e, por isso, tende a agravar nos cabelos oleosos.

4.2. Queda de cabelo: esse problema pode acontecer por vários fatores - desde a causa genética, que pode causar calvície, estresse, má alimentação e anemia, até complicações que aparecem na região, como micose e dermatite seborreica.

4.3. Oleosidade excessiva: a oleosidade é uma característica comum do couro cabeludo, porém, muitas vezes, ela se apresenta de forma excessiva devido à alta produção de sebo pelas glândulas sebáceas da região. Esse cenário é mais comum durante a puberdade, por conta das alterações hormonais, mas também pode estar ligada ao estresse ou à existência de cistos nos ovários.

5. Alimentação para fazer o cabelo crescer saudável

Para manter o cabelo brilhoso e macio, com um crescimento saudável, ele também precisa ser tratado de dentro para fora, com uma alimentação adequada. A ingestão de nutrientes e o consumo adequado de água ajuda a manter os fios mais fortes e saudáveis. Que tal adotar os seguintes ingredientes no seu cardápio?

5.1. Vitaminas do complexo B: fígado, peixe, nozes, gema de ovo e soja;

5.2. Vitamina A: cenoura, beterraba e própolis;

5.3. Vitamina C: laranja, morango, limão, brócolis e suco de tomate;

5.4. Vitamina E: cereais integrais, óleos vegetais e sementes;

5.5. Proteína: carne vermelha, frango, leite e ovos;

5.6. Ferro: feijão, cereais, vegetais verdes e frutas secas.

6. Mitos e verdades sobre o cabelo

6.1 O cabelo fica mais forte durante a gravidez.

Verdade! Isso acontece porque durante a gestação o estrogênio e a progesterona, hormônios femininos, fazem aumentar a circulação sanguínea do couro cabeludo, afetando os folículos e causando uma mudança no comportamento das madeixas: a oleosidade e a queda diminuem e os fios ficam com uma aparência mais brilhosa.

6.2 Amamentar faz o cabelo cair mais.

Verdade! Cerca de três meses depois que o bebê nasce os hormônios se estabilizam e todo o cabelo que não caiu na gestação, começar a cair depois. Além disso, especialistas apontam que fatores como o estresse, cirurgias e mudanças de peso pós-gravidez também podem provocar a queda dos fios.

6.3 Caspa é falta de higiene.

Mito! A caspa, também conhecida como dermatite seborreica, surge devido ao excesso de oleosidade no couro cabeludo. Porém, ela pode aumentar com a falta de higiene da região.

6.4 Cabelo oleoso não precisa de condicionador.

Mito! Assim como a pele, o cabelo oleoso também precisa da hidratação. Mas quando falamos de condicionador é importante ter cuidado ao aplicar o produto no cabelo, evitando a raiz e priorizando as pontas.

6.5 Cabelo também precisa de FPS?

Verdade! A radiação solar é outro fator que prejudica a fibra capilar e deixa o cabelo mais ressecado, causando as indesejáveis pontas duplas. Para evitar esse cenário, aposte em produtos como máscaras e condicionadores com filtros UV, principalmente nos dias mais quentes e ambientes de alta exposição, como na praia ou na piscina.

Gostou de saber tudo sobre cabelos? Para esclarecer as maiores dúvidas, não deixe de consultar um especialista em tricologia.

Publicado em: Quarta-feira 18 de abril de 2018 - 13h32

Modificado em: Quarta-feira 30 de maio de 2018 - 15h12

6
0
0
0
http://www.laroche-posay.com.br/?utm_source=loreal-dcb-site&utm_medium=referral&utm_content=header&utm_campaign=always-on http://www.vichy.com.br/?utm_source=loreal-dcb-site&utm_medium=referral&utm_content=header&utm_campaign=always-on http://www.skinceuticals.com.br/?utm_source=loreal-dcb-site&utm_medium=referral&utm_content=header&utm_campaign=always-on https://www.cerave.com//?utm_source=loreal-dcb-site&utm_medium=referral&utm_content=header&utm_campaign=always-on