Quer pegar um bronzeado perfeito neste verão, sem ficar com manchas na pele, queimaduras ou descascamento? Praticando alguns cuidados bem simples antes, durante e após a exposição solar, isso é possível. Além do uso do protetor, a hidratação também é uma medida essencial para ficar com uma cor bonita e uniforme. O DermaClub, juntamente com o seu time de dermatologistas, montaram um guia do bronzeamento natural perfeito para o corpo e rosto.

1. É possível bronzear a pele de forma saudável?

De acordo com a dermatologista Caroline Zaparoli, de São Paulo, é possível ter a pele bronzeada de maneira saudável. A radiação ultravioleta A (UVA) é a responsável por esse efeito, e para conseguir uma cor bonita e saudável, o ideal é apostar na exposição gradual e moderada antes das 10 e após as 16 horas, com o uso do protetor solar.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

1.1. Pele queimada x pele bronzeada

A médica explica que bronzear é bem diferente de queimar o corpo: “o bronzeamento da pele define o seu escurecimento, ao contrário de quando essa fica muito avermelhada ou rosada, que significa que está queimada”, atentou. Essas queimaduras repetidas ao longo dos anos podem resultar no câncer da pele e devem ser evitadas.

2. Cuidados para ter um bronzeamento natural e bonito

- Uso do protetor solar de amplo espectro e FPS 30 ou mais para o corpo.
- Investir em um protetor solar facial com FPS 50 ou acima.
- Reaplicar o filtro a cada 2h ou após o mergulho no mar ou piscina.
- Apostar em barreiras físicas, como chapéu e óculos escuros.
- Beber muita água para não desidratar.

2.1. Como preparar a pele antes de se expor ao sol

- Esfoliar a pele uma semana antes para eliminar as células mortas e garantir um bronzeado uniforme
- Intensificar na hidratação na pele para não ficar ressecada e não descascar.
- Usar água termal para que a região fique refrescante e calma.

2.2. O que acontece com a pele se não usarmos filtro solar?

- Manchas na pele
- Melasma
- Queimaduras solares
- Espinhas
- Ressecamento da pele
- Câncer de pele (melanoma)

3. É possível ter a pele bronzeada em apenas um dia?

Segundo a Dra Caroline Zaparoli, não é possível bronzear a pele em apenas um dia. “O bronzeado só vai começar a aparecer 48h a 72 horas após a primeira exposição solar. Este é o tempo necessário para que a melanina seja produzida e liberada pelas células”, esclareceu. É um processo gradual e não adianta exagerar no banho de sol para tentar apressá-lo.

4. Como manter a pele bronzeada por mais tempo?

A hidratação é a palavra-chave para manter a pele bronzeada por muito mais tempo! A dermatologista Christiane Gonzaga, do Rio de Janeiro, esclarece que o ideal é aplicar o produto após o banho. “Assim, o dermocosmético consegue penetrar melhor na camada mais superficial da pele. Também é bom evitar buchas na hora da higienização e prefira sabonetes mais suaves”, esclareceu.

Outro cuidado coringa para essa época do ano é o uso da água termal. “Além de refrescar, ela tem ação hidratante e anti-inflamatória. É uma ótima dica para levar para a praia – borrife-a no rosto ao sair do mar ou da piscina e em seguida reaplique o filtro solar”, indicou.

6. Alimentos que ajudam a dar um up no bronzeado

- Cenoura;
- Beterraba;
- Laranja;
- Espinafre;
- Brócolis;
- Agrião.

7. Cuidados pós-praia para evitar o descascamento

- Evitar banhos quentes e demorados que ressecam a pele e favorecem a descamação;
- Usar sabonetes neutros e shampoos suaves;
- Borrifar água termal diariamente para acalmar a pele e evitar a ardência;
- Usar produtos com ácido hialurônico e vitamina C com ação hidratante e antioxidante;
- Uso de filtro solar diariamente para manter o bronzeado;

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.