O ácido hialurônico é um ativo que proporciona uma série de benefícios à pele. Além do seu forte poder de hidratação, essa substância também ajuda na prevenção de vários sinais do envelhecimento precoce, como a formação de rugas e a flacidez. Mas para que esse ingrediente surta o devido efeito, é necessário estabelecer uma rotina de cuidados com a pele bastante regrada. Foi pensando nisso, que o DermaClub conversou com a dermatologista Gabriella Albuquerque, do Rio de Janeiro, e esclareceu as principais dúvidas sobre como usar hidratante com ácido hialurônico em sua fórmula.

Conheça os benefícios de um hidratante à base de ácido hialurônico para a pele

De acordo com a médica, o ácido hialurônico é uma molécula naturalmente presente no nosso organismo, com a capacidade de se ligar às moléculas de água. “Isso quer dizer que ele atrai a água para próximo de si e permite que a pele permaneça hidratada por mais tempo”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Então, ao usar um produto hidratante à base de ácido hialurônico, a nossa pele fica ainda mais hidratada e fortalecida, prevenindo a região do ressecamento, da sensibilidade e até mesmo do surgimento de rugas e da flacidez precoce.

Em que momento na rotina de cuidados com a pele devemos aplicar o hidratante?

A Drª Gabriela orienta que a hidratação deve ser feita nos primeiros minutos após o banho ou limpeza de pele, logo depois da secagem com a toalha. “O ideal é aplicar o hidratante na pele quando sentimos que ela ainda está um pouco úmida. Desta forma, conseguimos segurar a água entre o hidratante e a pele, amplificando o resultado”, garantiu.

Quantas vezes devemos usar esse produto na rotina de cuidados com a pele?

O ideal é aplicarmos o hidratante no mínimo duas vezes ao dia. “O produto deve ser usado após a limpeza da pele e antes do uso do creme de tratamento (anti-idade/ anti-acne) ou do filtro solar, já que a região hidratada proporciona uma penetração maior desses ativos”, relatou a médica.

É melhor apostar em um hidratante em creme ou sérum?

Tudo vai depender do seu tipo de pele e em qual parte do corpo o produto será aplicado. “No caso da região do rosto, o sérum é a opção mais recomendada pelos dermatologistas por possuir uma textura mais líquida, menos gordurosa e de rápida penetração. No caso do corpo, o creme ajuda a reter água nas regiões mais ressecadas, como pernas, joelhos e cotovelos”, explicou.

O hidratante pode obstruir os poros e prejudicar a pele oleosa?

Não se você usar o produto correto para este tipo de pele. Segundo a profissional, “a pele oleosa também necessita do ritual de hidratação. Basta usar veículos em sérum que possuem menos óleo do que água”, concluiu. Com essa atitude, conseguimos evitar a formação de cravos, espinhas e do acúmulo de oleosidade.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.