Quem sofre com dermatite seborreica, a chamada caspa, sabe como o problema pode ser incômodo. Os floquinhos brancos no couro cabeludo podem surgir quando menos se espera, mas existem algumas formas de controlar essa doença de pele. Será que lavar o cabelo com mais frequência é uma delas? E como deve ser feito o ritual? Para esclarecer o assunto, o DermaClub entrevistou a dermatologista Carolina Mesquita, que explicou a relação entre a higiene capilar e a caspa. Confira!

O que é a dermatite seborreica e quais as causas do problema?

Segundo a dermatologista, a dermatite seborreica é uma doença de caráter crônico, tendo períodos de melhora e piora dos sintomas. “Trata-se de uma inflamação na pele que causa, principalmente, descamação e vermelhidão em algumas áreas da face, como sobrancelhas, cantos do nariz, couro cabeludo e olheiras”, explicou. Quanto à causa, ainda não existe um consenso médico. “A causa não é totalmente conhecida, e a inflamação pode ter origem genética ou ser desencadeada por agentes externos, como alergias, situações de fadiga ou estresse emocional, baixa temperatura, álcool, medicamentos e excesso de oleosidade. No entanto, sabe-se que a doença não é contagiosa nem é originada por falta de higiene”.

Lavar o cabelo com mais frequência ajuda a prevenir a caspa?

A higiene frequente do couro cabeludo é essencial, no entanto, não é necessário lavar mais do que uma vez por dia. Na verdade, esse hábito não é muito recomendado, já que pode piorar o problema - não só por aumentar a descamação por conta do ressecamento como ainda por causar o efeito rebote da oleosidade, agravando a dermatite. “O tratamento das crises é importante: lavagens mais frequentes, no mínimo 3 vezes por semana; não usar chapéus ou bonés; o uso de shampoos que contenham ácido salicílico, zinco e antifúngicos, dentre outros especificados pelo dermatologista”, listou a médica.

Saiba como usar o shampoo anticaspa e quais as principais dicas para acabar com o problema

Para que o tratamento possa fazer o devido efeito, é importante conhecer algumas regras básicas. “O shampoo anticaspa deve ser usado só no couro cabeludo. Deixe agir alguns minutos antes de enxaguar e, em seguida, a rotina normal de cuidados pode ser aplicada. Pode ser usado alternado com um shampoo normal”, indicou Carolina Mesquita. Além disso, a médica advertiu para o uso das unhas ao lavar os fios: “não mexer nem coçar a cabeça - as unhas têm concentração de bactérias que podem piorar o problema”, explicou.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Além dessas dicas, a dermatologista entregou outros hábitos que devem ser adotados. Entre eles estão:

- Não tomar banho muito quente e demorado já que água quente é prejudicial ao problema;
- Remover completamente o shampoo e condicionador dos fios com água;
- Evitar usar gel, já que o produto pode piorar o problema de quem já tem caspa;
- Usar o secador na temperatura média e a uma distância de, pelo menos, 30 centímetros dos cabelos;
- Enxugar-se muito bem antes de se vestir;
- Usar roupas que não retenham o suor (tecidos sintéticos são contraindicados)
- Controlar a ansiedade, bem como o estresse físico e mental.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.