A limpeza da pele diária é muito importante para controlar a oleosidade, prevenir a acne, o ressecamento e acabar com os resíduos de poluição, maquiagem e outros produtos que ficam acumulados e podem obstruir os poros ou até mesmo causar algum tipo de alergia local. Mas, para garantir uma boa higiene, é necessário utilizar um bom item de limpeza. Muita gente acaba lavando o rosto com o mesmo sabonete que utiliza no corpo, mas será que essa é uma atitude inofensiva? Para esclarecer, o DermaClub conversou com a dermatologista Luciana Kalache, de Curitiba. Confira!

Para que serve o ritual de limpeza da pele do rosto?

De acordo com a médica, lavar a pele do rosto é essencial para a remoção de impurezas acumuladas ao longo do dia, como restos de filtro solar, cremes e maquiagem. “É imprescindível que as pessoas realizem a higiene facial todos os dias antes de dormir para remover esses resíduos. Devemos fazer isso com ajuda de um demaquilante ou solução micelar para remover a maquiagem, usando, em seguida, um sabonete específico para cada tipo de pele”, indicou.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Posso usar no rosto o mesmo sabonete que uso para o corpo?

A Dra. Luciana esclarece que não é correto usar o mesmo sabonete que usa para lavar o corpo no rosto. “Primeiramente, porque as necessidades da pele mudam de acordo com a região. Então não é incomum a pessoa ter o rosto oleoso e corpo mais ressecado. Sendo assim, um único sabonete vai acabar não oferecendo todos os benefícios que as regiões precisam”, garantiu. Por isso, para cada área é importante usar um produto específico.

Qual é o melhor sabonete para fazer a limpeza do rosto?

O sabonete pode ser líquido, gel ou em barra, vai depender muito da preferência de cada paciente, já que não existe diferença na eficácia de cada um. Agora, o que vai fazer diferença para cada tipo de pele são os ativos presentes no produto.

“Os pacientes com a pele oleosa e tendência à formação de acne, precisam de ativos específicos para controlar a produção de sebo, como, por exemplo, o ácido salicílico; Quem tem a pele mais sensível tem produtos que fazem uma limpeza mais suave e reduzem as chances de alergia; E para a pele seca, é necessário investir nos ativos mais nutritivos, como ceramidas e manteiga de karité”, concluiu.

Dermatologista

Drª. Luciana Kalache // CRM: PR025411

Médica formada pela Universidade Federal do Paraná, realizou residência de Clínica Médica no Hospital de Clínicas da UFPR e especialização em Dermatologia pelo Serviço de Dermatologia da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba. É membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, participa de vários congressos anualmente, além de ministrar aulas em eventos de importância nacional e estadual. Atua na área de dermatologia clínica e cirúrgica, atendendo crianças e adultos no tratamento dermatológico médico e estético.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.