A esfoliação remove, de forma sutil, as impurezas e células mortas da camada córnea, a mais superficial da epiderme. A técnica promove melhora na textura da pele, deixando-a mais uniforme e com viço. Para isso, podem ser usados produtos que agem a partir de reações químicas ou efeitos físicos e pode ser feita de uma a duas vezes por semana. O DermaClub traz para você todos os benefícios do método. Confira!

Saiba quais são os benefícios da esfoliação para a pele

Segundo a dermatologista Daniela Pimentel, de São Paulo, a esfoliação pode ser realizada em casa, desde que seja orientada por um médico especialista. Descubra os benefícios que ela promove na pele:

- Melhora a textura, deixando o corpo mais macio e uniforme;

- Ajuda no controle da oleosidade;

- Desobstrui os poros, limpando profundamente;

- Remove as células mortas;

- É uma aliada no tratamento para amenizar manchas e marcas de acne;

- Aumenta a capacidade de absorção de outros produtos;

- Melhora a circulação sanguínea;

- Evita que os pelos encravem;

- Ajuda no combate à celulite.

Entenda por que é importante realizar a técnica com cautela

De acordo com a médica, o excesso de esfoliação pode danificar a pele. “Pacientes que estão usando ácidos ou derivados devem evitar a esfoliação física. Esses produtos já promovem a ação esfoliante de maneira química e, quando associados, podem irritar a pele”, explicou, destacando que na hora da aplicação dos dermocosméticos os movimentos devem ser circulares e leves, para não agredir a região.

Após a esfoliação aposte na aplicação de produtos hidratantes

Para a dermatologista, o momento ideal para hidratar a pele é após a esfoliação. “Como a camada córnea foi removida, a penetração dos produtos fica mais efetiva. Além da hidratação, a absorção de outros produtos que estão em uso também será maior”, afirmou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.