As manchas na pele são um dos primeiros sintomas do envelhecimento precoce. Com passar do tempo, o tecido cutâneo fica mais sensível e sujeito às agressões dos agentes externos, como a radiação solar e a poluição. Você já reparou que, na pele madura, além do melasma, é muito comum perceber manchinhas amarronzadas no rosto, colo, ombros, braços e mãos? A dermatologista Daniela Pimentel, de São Paulo, explicou porque acontecem as marcas e qual o melhor método clareador de pele. Confira!

Manchas na pele madura: entenda o que são as melanoses solares e como surgem

De acordo com a médica, existem diversos tipos de manchas, porém as mais comuns em idosos são as melanoses solares, que são causadas devido à exposição solar ao longo da vida. As radiações emitidas pelo sol induzem o aumento da produção de melanina, proteína responsável por dar cor à pele, assim, produzindo manchas. “As marcas são localizadas, principalmente, nas áreas do corpo mais expostas, como rosto, colo, ombros, braços e mãos. Além disso, costumam ser mais aparentes em peles mais claras”, contou.

Entenda quais os riscos que as manchas na pele idosa podem apresentar

Segundo a Dra. Daniela, idosos que possuem esse tipo de manchas na pele devem ter acompanhamento de um dermatologista, pois é evidente a exposição excessiva ao sol que tiveram ao longo do tempo. Portanto, esses pacientes podem apresentar outros quadros, como queratoses actínicas - lesões vermelhas e escamosas pré-malignas - ou até mesmo manchas que se desenvolvam para algum tipo de câncer de pele, como o carcinoma basocelular ou carcinoma espinocelular.

Como clarear a pele: confira os melhores tratamentos para prevenir e diminuir as manchas

A dermatologista revela que a melhor forma de prevenir as manchas solares é utilizando diariamente o filtro solar, mesmo em dias nublados e de chuva. “Deve-se investir também na proteção com barreiras físicas, como chapéu, óculos de sol, sombrinhas e roupas mais fechadas, sempre que possível”, contou a médica. Para amenizar as manchas já presentes na pele, vale a pena realizar tratamentos com cremes clareadores, como os enriquecidos com ácido tranexâmico, Phe-Resorcinol, Vitamina C e Niacinamida, entre outros.

Dermatologista:

Drª Daniela Pimentel // CRM: 112165

Graduada pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro, possui título de especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e no Conselho Federal de Medicina e Associação Médica Brasileira. Dra. Daniela também ainda é membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e médica assistente e colaboradora do Serviço de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

** Esta matéria foi atualizada no dia 28/09/2018

Saiba mais sobre os diferentes tipos de manchas na pele!