O make é indispensável para muitas mulheres, e a variedade de cores, texturas e finalidades desses produtos é cada vez maior. Porém, você já pensou que é possível corrigir as imperfeições e, ainda, tratar alguns aspectos da pele? O DermaClub conversou com dermatologista Luciana Kalache, da cidade de Curitiba, que contou o que é a maquiagem dermatológica, quais são os seus benefícios e para quais tipos de pele ela é indicada. Acompanhe!

Entenda quais são as diferenças entre maquiagens de loja e maquiagens dermatológicas

Segundo a médica, as diferenças entre elas são bem simples. “As maquiagens dermatológicas geralmente apresentam, além da finalidade estética, fator de proteção solar, que auxilia na prevenção de manchas, envelhecimento e câncer de pele. Além disso, é comum que sua composição evite ativos com maior potencial alergênico e comedogênico, isto é, desencadeiam menos processos alérgicos e menor número de quadros de acne cosmética”, explicou.

Saiba quais são as finalidades do dermocosmético

A dermatologista chama a atenção para os casos em que as lesões de pele têm difícil tratamento. “Muitas vezes, a maquiagem passa a ser uma boa opção para auxiliar a melhora da autoestima dos pacientes. Esses produtos são especialmente úteis em quadros com discromia (como o vitiligo, por exemplo), quando estamos diante de alterações pigmentares”, citou, lembrando que atualmente, no mercado, existem ótimas opções com boas coberturas e fator de proteção solar adequado.

Descubra quais são os benefícios da maquiagem dermatológica

Para a especialista, esse tipo de dermocosmético, além de auxiliar na camuflagem de imperfeições, pode possuir ativos antioxidantes ou que controlem a oleosidade. “Por possuírem fator de proteção solar, previnem a pele do fotoenvelhecimento e do câncer, e, ainda, a presença de pigmento protege também da luz visível, refletindo a radiação”, esclareceu.

Saiba para quais tipos de pele esses produtos são indicados

De acordo com a dermatologista, qualquer pessoa pode utilizar maquiagens dermatológicas, porém, é importante estar atento ao tipo de pele para escolher as melhores opções. “Peles oleosas requerem produtos livres de óleo e com propriedades que auxiliem no controle da oleosidade. Já as ressecadas e mais maduras podem ser beneficiadas com maior hidratação e antioxidantes”, pontuou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.