Caracterizada pelo surgimento de manchas amarronzadas no rosto e em outras partes do corpo, o melasma é um distúrbio de pigmentação da pele. Embora seja um problema bem comum, muita gente não sabe as principais causas dessas marcas, se é possível evitá-las e quais são as melhores opções de tratamento disponíveis. A fim de esclarecer essas questões, o DermaClub convidou o dermatologista Gilvan Alves, de Brasília, que explicou curiosidades sobre o melasma. Veja só!

Melasma: entenda por que essas manchas escuras surgem na pele

De acordo com o médico, “a causa do melasma é desconhecida, mas o que ocorre é um aumento da atividade de melanócitos (células que produzem melanina na epiderme) e, consequentemente, um acréscimo no depósito deste pigmento nos queratinócitos (células que formam a epiderme)”, esclareceu. Sendo assim, os fatores que estimulam este crescimento da produção de melanina, formando as manchas escuras são: o sol, hormônios relacionados às pílulas anticoncepcionais e os hormônios da gravidez.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

É possível prevenir o surgimento do melasma com o uso do filtro solar

Tendo em vista que os fatores hormonais não podem ser excluídos, a melhor forma de prevenir o melasma é evitando ao máximo a exposição solar. Por isso, aposte no uso de protetores com FPS 30, no mínimo, e em barreiras físicas, como chapéus, óculos e roupas. Segundo o Dr. Gilvan, embora seja mais comum em mulheres, “o melasma também pode ocorrer em homens, principalmente morenos - já que a cor da pele também é um fator importante no desenvolvimento das manchas”, afirmou, explicando que a pele negra ou amarela são mais propensas a desenvolver o problema.

O tratamento das manchas pode ser feito através de procedimentos clínicos e pelo uso de dermocosméticos

“Além dos procedimentos feitos no consultório do dermatologista, como peelings clareadores e lasers, o tratamento de melasma também precisa continuar em casa, com o uso tópico de produtos à base de ácido retinoico (vitamina A), hidroquinona e vitamina C”, recomendou o médico, enfatizando que outros ativos importantes para a terapia são o LHA, phe-resorcinol e niacinamida.

Os dermocosméticos que possuem essas substâncias possuem ação comprovada em cada etapa de formação de manchas, agem em todos os tons de pele, possuem rápida absorção e também podem ser usados para clarear marcas na região da axila e virilha. Para encontrar os melhores produtos para as suas necessidades, converse com o seu dermatologista.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.