O Brasil é um país tropical e, por isso, possui como característica um verão quente e chuvoso, ou seja, condições ideais para a proliferação dos fungos que causam a micose. Excesso de suor, ficar de biquíni molhado o dia inteiro, usar sapatos fechados, toalhas e roupas emprestadas podem favorecer a contaminação. Além disso, couro cabeludo, unhas, pés e dobras também são lugares comuns de manifestação da doença. Por isso, o DermaClub te explica o que é o problema, como tratar e, principalmente, como evitá-lo.

Saiba o que é a micose e como o paciente pode contrair

Segundo especialistas, a micose é uma infecção causada por fungos. “Ela pode atingir couro cabeludo, unhas e pele, e são mais frequentes em países tropicais. O calor e a umidade favorecem o crescimento dos fungos”, explicou o dermatologista Alan Ost, de São Paulo. O médico ainda afirmou que o risco de contrair a doença é maior quando o paciente usa toalhas ou roupas úmidas, anda descalço em lugares públicos, entre outros hábitos. “Tudo que propicie calor e umidade irá favorecer o surgimento da micose”, afirmou.

Descubra como evitar a micose e aproveite a estação mais quente do ano

Se o paciente já possui a doença, ela pode ser controlada com uso de pomadas, cremes ou, em casos mais graves, com antifúngicos orais. Porém, evitar o caso é o melhor remédio para a saúde da sua pele. Saiba como abaixo:

- Enxugue bem o corpo após o banho de mar, de piscina ou de chuveiro. Se necessário, use o secador de cabelo como aliado em lugares de dobra e entre os dedos;
- Use luvas ao entrar em contato com solo contaminado ou pessoas que apresentem o quadro, a fim de evitar que o fungo se instale em seu corpo;
- Não utilize roupas, toalhas ou utensílios de uso pessoal que não sejam seus;
- Não ande descalço;
- Aposte em peças de roupa 100% algodão;
- Evite sapatos fechados;
- Fique atento aos seus animais de estimação, pois eles também podem contrair fungos no couro cabeludo.

Adote as dicas no seu dia a dia e garanta uma pele mais saudável e livre da micose.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.