Quem tem manchas na pele e se sente incomodado com essas características está sempre à procura de tratamentos para clarear as marcas que podem surgir nas áreas mais expostas do corpo e rosto. Muitos aderem aos peelings, lasers e cremes clareadores. Mas além dessas técnicas, será que o microagulhamento - outro procedimento queridinho do mundo da estética e dermatologia - também é capaz de remover manchas? O DermaClub esclareceu o assunto para você. Confira!

Como é feito o microagulhamento?

O microagulhamento, também chamado de Indução Percutânea de Colágeno por Agulhas (IPCA), é um procedimento realizado no consultório dermatológico que pode ser feito com rolos ou equipamentos automáticos de acordo com a necessidade de cada paciente. Essas ferramentas possuem agulhas bem pequenas que perfuram as camadas da pele para estimular o colágeno e, assim, tratar uma série de problemas cutâneos, como cicatrizes de acne, estrias e a flacidez.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

O microagulhamento ajuda a clarear manchas na pele: mito ou verdade?

É verdade. O tratamento acontece através das pequenas e suaves perfurações causadas pelas microagulhas, capazes de reduzir a pigmentação das manchas na pele, inclusive as de melasma. Além disso, o microagulhamento pode ser acompanhado de outras técnicas e dermocosméticos que auxiliam no clareamento das marcas, acelerando, assim, a remoção.

5 cuidados com a pele após o microagulhamento

1) Use o filtro solar diariamente. O produto deve ter amplo espectro e FPS 50 ou acima;

2) Inclua na rotina de cuidados um creme cicatrizante - de preferência recomendado pelo dermatologista que realizou o procedimento - para acelerar o processo de cicatrização;

3) Se a pele estiver sensível ou com manchas vermelhas de irritação, borrife um pouco de água termal para acalmar a região;

4) Realize a limpeza da pele todos os dias com produtos recomendados para a sua pele;

5) Interrompa o uso de produtos com ácidos a fim de evitar possíveis quadros de alergia na pele.

Em caso de qualquer incômodo ou reação incomum após o microagulhamento, procure seu dermatologista.