Nos últimos tempos, o microagulhamento tem chamado bastante a atenção de quem busca a solução para cuidar da aparência da pele do corpo e, principalmente, do rosto. O procedimento pode ser aplicado em diferentes tipos de problemas, mas um dos que mais tem chamado a atenção é o tratamento de cicatrizes de acne. Para entender melhor como funciona o microagulhamento nesse caso, o DermaClub conversou com a médica Lilia Guadanhim, de São Paulo, que esclareceu todas as dúvidas sobre o tema. Confira!

O que é microagulhamento?

O microagulhamento é um tratamento estético que serve para remover cicatrizes de acne, disfarçar manchas, rugas ou linhas de expressão da pele, através de uma estimulação natural feita com micro-agulhas que penetram na derme favorecendo a formação de novas fibras de colágeno, que dão firmeza e sustentação à pele.

De acordo com a médica, “o dispositivo usado para o tratamento pode ser um rolinho ou uma caneta específica, com agulhas de número e comprimento variável de acordo com cada caso”. A profissional alerta, também, que somente médicos especialistas, dermatologistas ou cirurgiões plásticos devem realizar o microagulhamento. “Costumo fazer uma analogia entre o rolinho de agulhas e um pincel. Ele é apenas um instrumento, o resultado depende da habilidade e do treinamento do “artista”, podendo ser uma obra prima ou uma verdadeira catástrofe”.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Como o microagulhamento funciona para o tratamento de cicatrizes de acne?

Para cuidar das cicatrizes de acne, o procedimento pode ser realizado em consultório, com anestésico em creme ou injetável e com pressão variável. É importante lembrar que o grau de desconforto varia de acordo com o paciente, com o dispositivo usado, com a escolha anestésica e com a intensidade da injúria. Assim como o desconforto, o tempo de recuperação também é variável: “Na maioria dos casos, a pessoa não precisa se afastar de suas atividades diárias, mas eventualmente é necessária uma semana para que a pele volte ao normal”, explicou.

Que cuidados devemos ter com a pele após o procedimento?

Depois de fazer o microagulhamento, a pele precisa receber cuidados especiais durante algum tempo. “Os principais pilares são a proteção solar e a hidratação, além de um higienizador suave”, afirmou a médica. Além disso, cremes clareadores receitados pelo dermatologista podem ser usados no pré e pós procedimento para evitar manchas na pele. É importante escolher um protetor solar com amplo espectro e adequado para peles sensíveis e pele oleosa, assim como um hidratante com vitamina B3, que possui ação prebiótica,,,, além disso, água termal é excelente para aliviar o desconforto pós-procedimento.

O resultado é definitivo?

Felizmente, o resultado é permanente. “Uma vez que o trauma das agulhas estimula a produção de colágeno pelo próprio paciente, as cicatrizes ficam mais superficiais, mais estreitas e os poros mais fechados”, finalizou. No entanto, vale lembrar que, para resultados mais expressivos, são necessárias de 3 a 5 sessões, dependendo do caso.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.