A vitamina C proporciona uma série de benefícios para a pele - desde dar mais luminosidade ao rosto, até prevenir o processo de envelhecimento precoce, devido à sua ação antioxidante que combate os radicais livres. Mas, assim como outros dermocosméticos, se não tomarmos os devidos cuidados, ela pode apresentar uma alteração na coloração. Será que podemos usá-la mesmo assim? Como saber ao certo se o produto com vitamina C de fato oxidou? Para esclarecer essas e outras dúvidas sobre a substância, o DermaClub entrevistou a dermatologista Katleen Conceição, do Rio de Janeiro. Confira!

Quando a vitamina C oxida, ela ainda funciona?

Esse ingrediente muito importante na formulação dos dermocosméticos, pois possui ação antioxidante e anti-envelhecimento, estimulando o colágeno e dando luminosidade e homogeneidade à pele, mas é preciso garantir a sua eficácia para que ela seja capaz de promover todos esses benefícios. Para que a vitamina C, na sua forma pura, mantenha sua eficácia, é preciso que a formulação tenha um pH ácido além de apresentar concentrações do ativo efetivas para desempenhar suas funções. A médica explica que, “a vitamina C é um antioxidante, sendo, portanto, altamente instável. A oxidação desse ativo pode ocorrer na presença de ar (oxigênio), luz, água e temperaturas elevadas em contato com o produto”, atentou.

Como podemos saber se ela oxidou? Fique atento às características

De acordo com a dermatologista, um dermocosmético com vitamina C, quando oxida, pode ficar com uma coloração mais escura, próximo ao marrom. A textura também muda, se tornando mais oleosa ou líquida, e o produto adquire um odor forte.

Mas atenção: a Vitamina C pura pode sofrer ligeira alteração de cor durante o seu uso, não quer dizer que ela perdeu sua eficácia ou que irá fazer mal à pele, é simplesmente uma característica normal desse ativo. Ficar atento às características da fórmula e a sua data de validade é muito importante.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Quais cuidados devemos ter com a vitamina C para não oxidar?

A Dra. Katleen conta que a vitamina C pura é um ativo muito vulnerável, isto é, quando exposta com o ar e a luz, as suas propriedades podem se alterar, o que poderá reduzir sua eficácia. “Por isso, a embalagem dos dermocosméticos que contém o ativo faz toda a diferença, como por exemplo o vidro escuro para proteger da luz. Outros cuidados são:

- Não deixar o produto em um lugar que fique em contato com o sol;
- Evitar de colocá-lo em um local abafado e que esquente muito;
- Fechar muito bem o produto após o uso.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.