A pele oleosa é facilmente identificada e, segundo a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo, as principais características são a superfície espessa, poros dilatados, maior tendência à acne e brilho acentuado. Diferente do que muitos pensam, esse excesso de sebo não garante a hidratação do rosto porque a quantidade de óleo e água são diferentes e não se misturam.

Descubra por que é importante hidratar a pele oleosa

De acordo com a médica, a pele hidratada apresenta melhor textura e aumenta a tolerância a outros medicamentos, como os ácidos - importantes no tratamento destes pacientes. Além disso, quando há desidratação, o corpo está mais vulnerável a agressões externas, como o frio e a poluição, fazendo com que a produção de sebo aumente.

Saiba como escolher o melhor hidratante para pele oleosa

Para a dermatologista, os dermocosméticos que promovem a sensação de toque seco são as melhores opções. “Existem cremes que controlam a oleosidade, possuem efeito matte e disfarçam os poros, podendo ser aproveitados ainda como primers para a maquiagem. Além disso, texturas leves e não gordurosas, como o serum, são de fácil adaptação”, explicou. Para saber qual o produto mais indicado para a sua rotina de cuidados converse com um médico da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Para a hidratação completa é preciso beber água regularmente

O combo ideal é realizado a partir da combinação de cremes e a ingestão correta de água. O líquido é essencial para a saúde, pois age nas camadas mais internas da pele. Além disso, beber pelo menos dois litros de água por dia garante a proteção do corpo contra micro-organismos nocivos, como vírus e bactérias.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.