Quando começamos a namorar ou nos apaixonamos por alguém, parece que tudo muda, até mesmo a aparência da nossa pele. A dermatologista Carolina Marçon, de São Paulo, conta que isso não é uma mera coincidência: os sentimentos e as emoções boas, como o amor, fazem bem à saúde do organismo como um todo, o que acaba beneficiando principalmente a pele. Mas por que isso acontece? O DermaClub, juntamente com a médica, esclarece o assunto. Confira!

Entenda de que maneira o amor pode fazer bem à pele

Os sentimentos positivos resultam na diminuição do estresse, do cortisol e das substâncias inflamatórias. De acordo com a Dra. Carolina, “quando estamos com o organismo inflamado e estressado - tanto pelos neurotransmissores, quanto pela influência hormonal - ele age negativamente na pele, levando à destruição das fibras de colágeno e elastina”. Assim, o nosso corpo acaba se predispondo a várias inflamações e doenças, como a psoríase, acne, dermatite atópica e outros problemas que podem ter uma correlação negativa com os níveis de depressão, ansiedade e outros tipos de sentimentos negativos.

O amor tem uma influência contrária nesse sentido: “A diminuição do cortisol gera uma série de influências positivas. As pessoas que estão num estado mental de positividade - seja por estarem apaixonadas ou por levarem a vida de uma maneira positiva, tendem a ter hábitos mais saudáveis e isso, indiretamente, interfere de uma forma muito benéfica na pele”. Elas tendem a comer melhor, a se cuidar mais, praticarem mais atividades físicas e isso tudo acaba influenciando positivamente o organismo como um todo, principalmente a pele.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Além do amor, o que precisamos fazer para ter uma pele bonita e saudável?

Existem várias coisas que podemos fazer para ter uma pele melhor. A dermatologista listou algumas medidas bem simples que podemos aplicar em nossa rotina de cuidados:

Uso do filtro solar: esse produto é essencial para ter uma pele mais bonita e jovem por mais tempo. Ele protege seu rosto e corpo dos efeitos da radiação solar, prevenindo o surgimento de manchas, como o melasma, e sinais do envelhecimento precoce, como as rugas e linhas de expressão.

Antioxidante: essa substância consegue inibir a alteração dos radicais livres, moléculas responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele. Além disso, os antioxidantes também melhoram a proteção solar, juntamente com o uso do filtro.

Limpeza da pele: é o ritual mais importante para manter a pele longe da oleosidade, da formação de acne e do envelhecimento precoce. Com a limpeza da pele conseguimos eliminar os resíduos acumulados no rosto ao longo do dia e manter a região muito mais saudável.

Atividades físicas: práticas como a yoga, que trabalha a parte respiratória e possui uma grande influência no sistema nervoso, melhora a oxigenação tecidual e com isso otimiza o metabolismo cutâneo, deixando a pele mais rejuvenescida e viçosa.

Boa alimentação: é importante adotar uma alimentação anti-inflamatória. Evitar o açúcar e farinha, ingredientes que causam a inflamação no organismo, e apostar bastante nas frutas, verduras e proteínas.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.