Você já se viu perdida na infinidade de cores de corretivos sem saber qual poderia solucionar os seus problemas? Olheiras, manchas de acne e melasmas não conferem risco à saúde, mas podem ser um incômodo no dia a dia de quem as possui. Por isso, o DermaClub conversou com a dermatologista Lilia Guadanhim, da cidade de São Paulo, que diferenciou as características de cada tipo de sinal e concedeu dicas de como tratar e disfarçá-las. Confira!

Descubra quais são as características das olheiras e as dicas da dermatologista para realçar o olhar

Segundo a médica, as olheiras ocorrem por diversos fatores. “Possuem componente pigmentar - coloração acastanhada -, vascular - coloração arroxeada -, que pode vir acompanhada de inchaço; - e anatômico - sombra na região dos olhos”, explicou, afirmando que a camuflagem adequada dessas marcas pode se tornar aliada no tratamento. A Dra. Lilia Guadanhim listou algumas dicas para acertar nessa união, confira:

- Mantenha a região bem hidratada: isso melhora o aspecto da pele e confere luminosidade;

- Use compressas geladas: elas promovem contração dos vasos da área, diminuindo o inchaço das pálpebras;

- Aplique o corretivo com batidinhas: ele deve ser ligeiramente mais claro que o usado no restante do rosto. Além disso, a aplicação deve ser feita da região interna dos olhos em direção à externa;

- Para olheiras muito acentuadas, aposte nos corretivos coloridos: o amarelo/alaranjado é indicado para disfarçar as arroxeadas, enquanto o lilás deve ser usado em marcas acastanhadas;

- Use lápis claros - branco, bege ou dourado - na linha d’agua: a técnica ajuda a abrir o olhar;

- Aplique a máscara de cílios nos fios superiores: isso prende o foco na região superior, afastado o foco das olheiras.

Entenda as características dos melasmas e como disfarçá-los

De acordo com a dermatologista, o melasma também tem caráter multifatorial: sofre influência hormonal e tem o sol como principal causa. “Trata-se de manchas castanhas. A aparência remete a uma renda e, geralmente, estão localizadas nas maçãs do rosto”, esclareceu, afirmando que o principal passo para o tratamento é o uso constante do protetor solar, que, além do FPS maior a 30, deve contar com proteção UVA e UVB.

É possível evitar as manchas de acne? Confira as dicas da dermatologista

Para Dra. Lilia, as manchas de acne aparecem em decorrência de um processo chamado de Hipercromia Pós-inflamatória - manchas escuras devido ao excesso de produção de melanina. “A principal maneira de evitar esse tipo de marca é fazer uso diário do filtro e não espremer as espinhas”, alertou, afirmando que, para disfarçar os sinais pode-se lançar mão de corretivos e bases de alta cobertura. “Quando elas são avermelhadas, os corretivos verdes são mais eficazes”, concluiu.

Saiba quais são os melhores ativos para cuidar de cada caso

Segundo a dermatologista, os casos de melasmas e manchas de acne merecem atenção especial. “Por ser uma condição crônica, o tratamento do melasma precisa da combinação de ativos. A mais usada é a de tretinoína, hidroquinona e fluocinolona. Nos casos de acne, os retinoides, a vitamina C e o ácido ferúlico são grandes aliados”, pontuou. Para o tratamento das olheiras, a médica listou os principais agentes que podem atuar na área.

- Ação despigmentante: ativos clareadores, como o ácido kójico;

- Ação despigmentante e antienvelhecimento: antioxidantes, como a vitamina C;

- Ação vasoconstritora: descongestionantes, como cafeína;

- Ação antienvelhecimento: retinoides, como o retinol.

Descubra como é possível eliminar por completo as manchas do rosto

A médica afirma que é possível atingir um resultado desejável a partir de tratamentos realizados em clínicas por dermatologistas. “É importante conversar com o profissional para decidir qual é a melhor indicação para o caso. As alternativas mais usadas nos casos de olheiras são peelings químicos, lasers, luz intensa pulsada e preenchimento com ácido hialurônico. Quando tratamos de manchas de acne e melasmas, ainda podemos contar com o microagulhamento, além do uso de ácidos via oral”, concluiu.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.