Com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a realidade do câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce, a campanha Outubro Rosa, presente em vários países, divulga informações sobre a mais comum doença entre as mulheres no Brasil e no mundo. Convocando a população a participar de atividades em todo o país, o movimento enfatiza a necessidade da mulher conhecer seu corpo e manter-se atenta à alterações suspeitas. Saiba mais!

O câncer de mama aumenta 25% a cada ano: saiba mais sobre a doença

No Brasil, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca) é esperado um aumento de 25% de casos da doença por ano. Segundo o órgão, um dos fatores mais importantes de incidência é a idade, já que a maioria dos diagnósticos ocorre após os 50 anos de idade. Fatores ambientais, comportamentais, genéticos e hormonais também incidem diretamente na propensão ao desenvolvimento da doença.

Conheça seu corpo: autoexame é fundamental para prevenção e identificação da doença

Independentemente da idade, é fundamental que as mulheres conheçam seu corpo para prevenção e também para identificar, mais facilmente, qualquer alteração anormal em suas mamas. Durante o autoexame é possível verificar, por exemplo, sintomas que exigem maior investigação, como:

- A presença de caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor;

- Pele da mama retraída, avermelhada ou com um aspecto parecido com casca de laranja;

- Alterações no mamilo e pequenos nódulos localizados nas axilas ou no pescoço.

Além disso, a mamografia, sobretudo entre os 50 e 69 anos, deve ser realizada a cada dois anos para identificar o câncer antes mesmo do surgimento dos sintomas, assim como para acompanhar qualquer alteração suspeita. No Brasil, o SUS (Sistema Único de Saúde) oferta gratuitamente o exame para mulheres brasileiras de todas as faixas etárias, sendo que a recomendação médica indica que, antes dos 35 anos, ele só deve ser feito em casos específicos.