Dentro das características da pele oleosa, as mais incômodas são, com certeza, a acne e o brilho excessivo, além das marcas causadas pelas espinhas e cravos. Na hora da limpeza, a esfoliação pode parecer um passo fundamental, mas será que esse hábito é indicado para a pele que além de oleosa também é acneica? Para esclarecer a questão, o DermaClub entrevistou a dermatologista Katleen Conceição, do Rio de Janeiro. Confira!

Quais os benefícios da esfoliação para a pele oleosa?

Além da limpeza profunda, a pele oleosa pode beneficiar muito da esfoliação. Isso porque essa prática visa remover todas as impurezas e células mortas da superfície da pele, evitando o acúmulo de resíduos que podem levar à obstrução dos poros e, consequente, à formação de cravos e espinhas. Assim, a pele fica lisinha e livre do excesso de brilho por mais tempo.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

A pele oleosa que também é acneica pode fazer esfoliação?

Embora a esfoliação seja um hábito muito benéfico para quem tem a pele oleosa e até para quem possui alguns cravos e espinhas, no caso na pele oleosa que também é acneica, o quadro pode mudar de figura. “Neste tipo de pele, um incômodo muito comum são as pápulas avermelhadas e doloridas”, afirmou a dermatologista. Por conta desse problema, a médica não aconselha a prática corriqueira da esfoliação em casa, já que isso pode inflamar ainda mais esse tipo de acne, causando lesões que podem se transformar em cicatrizes ou manchas permanentes. “Não recomendo a esfoliação para estes casos, e sim a limpeza de pele com um dermatologista ou esteticista. A utilização de máscaras faciais como a de argila verde também pode ser muito benéfica”, acrescentou.

Quais os principais cuidados que devemos ter com a pele acneica e oleosa?

Na rotina de cuidados diários com a pele acneica e oleosa, a limpeza é um passo fundamental. Essa etapa deve ser repetida duas vezes por dia, de manhã e à noite, e deve ser feita com produtos específicos para esse tipo de pele. “Deve-se utilizar sabonetes com substâncias como ácido salicílico, ácido lático ou adapaleno, para diminuir a formação de comedões e possíveis manchas de acne”, explicou a Drª Katleen. Além disso, é muito importante lembrar que não se deve, em situação alguma, manipular as espinhas e comedões, especialmente as mais inflamadas, e o cuidado deve ser redobrado na hora de secar a pele com a toalha.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.