A sensibilidade é uma condição que afeta todo tipo de pele - desde a seca até a mais oleosa e acneica. Esse problema pode aparecer depois de uma brusca mudança climática, com a exposição à radiação solar, poluição, etc. Mas existe um estado ainda mais crítico dessa situação em a pele fica hipersensível e instável depois de fazer um procedimento estético, como peeling e laser - nesses casos, muitas vezes, a pessoa não consegue nem aplicar um creme hidratante para aliviar o problema. O que deve ser feito? Qual produto devemos recorrer nessa situação? O DermaClub e a dermatologista Betina Stefanello, do Rio de Janeiro, explicam!

O que é uma pele hipersensível? Entenda por que ela fica assim

Uma pele hipersensível apresenta uma barreira cutânea bastante comprometida, com fibras sensoriais hiper-reativas e aparência avermelhada, geralmente provocada por inflamação. “A pele pode ficar assim após um procedimento minimamente invasivo, laser, peeling, microagulhamento ou qualquer técnica que comprometa a integridade da região”, explicou a médica.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Como a pele costuma ficar após um procedimento estético?

Depende do procedimento estético. Quando fazemos tratamentos um pouquinho mais invasivos, como lasers e peelings mais abrasivos, em que há perda da integridade ou morte de células, ocorre uma alteração da sensibilidade. “A pele fica assim por que foi agredida, está inflamada e responde com a liberação de mediadores químicos, fatores auto inflamatórios, vasodilatadores, entre outros. Isso tudo faz parte da fase inflamatória da cicatrização, que é imediata a agressão”, explicou a dermatologista.

Quais produtos aliviam a sensibilidade da pele?

Dependendo do caso, o paciente realmente não consegue passar nenhum tipo de produto. “Nessa situação, podemos aliviar a sensibilidade com corticoide oral (anti-inflamatório), ou tópico prescrito por um dermatologista para evitar qualquer efeito colateral”. Outra alternativa é apostar nos hidratantes com ativos prebióticos, que ajudam a restabelecer a barreira cutânea - hoje em dia, já existem opções em spray, para não haver atrito da mão com a pele irritada. Agora, algo simples que a dermatologista indica é fazer uma compressa gelada, com chá de camomila ou borrifar um pouco de água termal sobre a região irritada.

O que não fazer quando a pele está sensível demais?

- Não usar ácidos;
- Não usar maquiagem;
- Não usar produtos adstringentes, como sabonete e tônico;
- Não tomar banho ou lavar o rosto com água quente;
- Não secar a pele com a toalha de forma agressiva;
- Não usar produtos com álcool, fragrância e parabenos.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.